Obras da Perimetral, em Santos, serão intensificadas

Remodelação da via entre o Macuco e a Ponta da Praia ficou paralisada por quase 30 dias

Por: Fernanda Balbino & Da Redação &  -  03/02/19  -  12:50
Novo trecho da Perimetral deve ser concluído até julho de 2020, segundo contrato da obra
Novo trecho da Perimetral deve ser concluído até julho de 2020, segundo contrato da obra   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Durante este mês, a Construtora Cappellano pretende intensificar o ritmo das obras da Avenida Perimetral da Margem Direita do Porto de Santos, no trecho entre o Macuco e a Ponta da Praia. Os trabalhos, que deveriam ter sido concluídos no final do ano passado, ficaram paralisados por quase 30 dias.


 A informação é do diretor de Engenharia da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Hilário Gurjão. De acordo com o executivo, a Autoridade Portuária solicitou um novo cronograma dos trabalhos.


O empreendimento envolve a revitalização dos 3,5 quilômetros da Avenida Mário Covas, a antiga Avenida dos Portuários, que passa ao lado da zona portuária do Canal 4 e segue até o Mercado de Peixe. Quando concluído, ele deverá acabar com o tráfego intenso de caminhões em direção aos terminais da Ponta da Praia.


O contrato firmado com a Cappellano em 27 de outubro de 2015 previa que as obras fossem concluídas em 23 meses. Mas, em abril, o prazo foi dilatado e a construtora garantiu o total de 32 meses para a conclusão dos serviços.


A expectativa é de que os trabalhos sejam entregues até julho de 2020. O atraso foi causado por problemas financeiros enfrentados pela Cappellano.  


“De fato, houve um atraso, mas agora a empresa tenta recuperar. Eles retomaram o fôlego, o que é bom para todo mundo, assim, evitamos uma nova contratação que levaria ainda mais tempo”, explicou o executivo da Docas.


Com a retomada da obra, que aconteceu em 11 de dezembro do ano passado, a Cappellano passou a enviar mão de obra e equipamentos que serão utilizados no serviço. Hoje, os trabalhadores se concentram em três pontos da Avenida Mário Covas: nas proximidades do Canal 4, no Canal 5 e no Canal 6.


Segundo o diretor da Docas, será instalado um novo canteiro de obras no terreno antes ocupado pela empresa de transportes Lloydbratti, na pista sentido Ponta da Praia, da Avenida Mário Covas. Lá, será construído um viaduto que dará acesso aos terminais.


Andamento


De acordo com a Autoridade Portuária, 35% das obras foram concluídas pela Cappellano. Até agora, a empresa recebeu R$ 23,9 milhões. O valor total do empreendimento é de R$ 72,4 milhões. Por conta dos atrasos e das paralisações de mão de obra, a construtora foi multada por diversas vezes,  segundo a Docas. Procurada, a Construtora Cappellano não respondeu aos questionamentos da Reportagem até a publicação desta matéria.


Logo A Tribuna
Newsletter