Equipe de transição escolhe novo presidente da Codesp

Ex-dirigente da Docas de São Sebastião aceitou convite para chefiar o Porto de Santos

Por: Leopoldo Figueiredo  -  21/12/18  -  16:44
Garcia pretende iniciar processo de transição na Docas após o Natal
Garcia pretende iniciar processo de transição na Docas após o Natal   Foto: Carlos Nogueira/AT

A equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro já definiu quem irá presidir a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a Autoridade Portuária de Santos, quando seu governo tiver início no próximo dia 1. Conforme A Tribuna apurou com exclusividade, está praticamente certo que a empresa será chefiada pelo engenheiro naval e economista Casemiro Tércio Carvalho, que esteve à frente da Companhia Docas de São Sebastião (CDSS) nos últimos anos.


Carvalho foi convidado por Diogo Piloni e Silva, indicado para ser o futuro secretário nacional de Portos do anunciado Ministério da Infraestrutura, há cerca de duas semanas, segundo fontes ligadas à equipe de transição. Ele pediu alguns dias para pensar. A resposta definitiva – e positiva – foi dada na noite da última quarta-feira (19), em Brasília.


Agora, a equipe de Bolsonaro só aguarda a liberação de seu nome pelos órgãos de inteligência do Governo para que a indicação seja oficializada.


A expectativa é que esse processo seja concluído e Carvalho, anunciado para o cargo, na próxima semana, logo após o Natal. Mas, como outros indicados para o novo governo, ele só deve assumir o cargo na primeira semana de janeiro, após a posse oficial do primeiro escalão.


E mesmo na função, Casemiro Tércio terá de aguardar a realização da assembleia de acionistas da Docas (a empresa portuária é uma sociedade anômica controlada pela União) para passar a responder oficialmente pela empresa.


Primeiros compromissos


Apesar desse procedimento burocrático, o futuro presidente da Codesp já começou a preparar sua agenda. Na quarta ou na quinta-feira da próxima semana, ele virá a Santos para iniciar uma série de reuniões com o atual presidente da Codesp, Luiz Fernando Garcia, a fim de preparar a transição na empresa,


Essa agenda foi definida entre Garcia e Carvalho na última quarta-feira, em Brasília, logo após o último ter aceito o convite da equipe de Bolsonaro para presidir a companhia, segundo fontes ligadas ao futuro Ministério da Infraestrutura.


A indicação do engenheiro encerra a série de especulações sobre quem presidiria a Docas. Nas últimas semanas, em reuniões com empresários e parlamentares eleitos, integrantes da equipe de Bolsonaro informaram que já estavam negciando indicações para a função, que poderia ser exercida por civis ou militares.


Carvalho é conhecido por seu conhecimento nos setores portuário e de transportes hidroviários. Ele já ocupou os cargos na Secretaria Estadual de Meio Ambientem, no Departamento Hidroviário do Estado e, no último ano, era sócio nas empresas Garín Investimentos e Bureau da Engenharia.


Logo A Tribuna