Surto de Covid-19 obriga desembarque de trabalhadores de plataforma na Bacia de Santos

Sindicato da categoria diz que 28 profissionais, dos 140 embarcados na da P-69 contraíram o novo coronavírus

Vinte e oito dos 140 trabalhadores embarcados na plataforma P-69, na Bacia de Santos, contraíram Covid-19, informa o sindicato da categoria. A contaminação obrigou a Petrobras a realizar a retirada dos profissionais e decretar ‘lockdown’ (fechamento) na unidade de extração de petróleo e gás em alto-mar. A medida visa controlar a propagação do vírus, assegura a estatal.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços! 

Segundo o Sindicato dos Petroleiros do Litoral Paulista (SindiPetro-LP), o contágio dos colaboradores “aconteceu de forma exponencial e acabou atingindo 17 trabalhadores”. O primeiro caso foi reportado no dia 12 de novembro, tendo os números subindo até terça-feira (17), quando houve o desembarque dos que tiveram testes positivos para a doença.

Ainda conforme a entidade, três trabalhadores ficaram isolados até o desembarque, nesta terça-feira (17). Além de a retiradas dos colaboradores, foi decretado lockdown na unidade.

A entidade acrescenta que o Superior Tribunal de Trabalho (TST) reconhece a Covid-19 como acidente de trabalho, “seja por doença profissional ou doença do trabalho equiparada ao acidente apesar da gestão da Petrobrás se omitir”. Os sindicalistas exigem testes para todos que desembarcam conforme o protocolo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em nota, a estatal informa que os colaboradores que manifestaram sintomas desembarcaram e foram testados em terra, com acompanhamento das equipes de saúde e orientações para isolamento. “Os profissionais que tiveram teste positivo foram desembarcados e, como medida adicional, todos os contactantes dos casos positivos, mesmo tendo testado negativo, desembarcaram e ficarão em isolamento em terra para posterior repetição do teste”, informa.

A empresa afirma ainda que as instalações da plataforma passaram por higienização adicional por equipe especializada e foram reforçadas as orientações de distanciamento e prevenção a bordo.

Tudo sobre: