Receita Federal acha 388 quilos de cocaína em carga de pó de guaraná

O entorpecente teria como destino o porto espanhol de Algeciras

Café, suco concentrado de laranja, carne congelada, limão, açúcar etc. Já foram inúmeras as cargas escolhidas pelos narcotraficantes internacionais para ocultar a cocaína a ser despachada de navio ao exterior pelo Porto de Santos. Porém, desta vez, os criminosos inovaram. Eles esconderam 388 quilos da droga em um carregamento de pó de guaraná.

O entorpecente teria como destino o porto espanhol de Algeciras. Ele foi encontrado dentro de um contêiner, nesta terça-feira (4), por uma equipe da Receita Federal. Com esta apreensão, o órgão já evitou que 11,9 toneladas de cocaína saíssem do País neste ano pelo complexo portuário santista.

Como na maioria das suas apreensões, a Receita aliou um trabalho prévio de inteligência à utilização de escâner e de cão farejador do órgão para localizar a cocaína no meio da carga lícita de pó de guaraná. Ninguém foi preso e a Polícia Federal dá sequências às investigações para identificar os envolvidos no esquema criminoso.

Com esta apreensão, o órgão já evitou que 11,9 toneladas de cocaína saíssem do País neste ano (Foto: Divulgação/Receita Federal)
Tudo sobre: