Práticos recebem prêmio por bravura no mar

Reconhecimento da Organização Marítima Internacional (IMO) foi dado após operação durante tempestade no Litoral Norte

Os práticos Marcio Santos Teixeira e Fábio Rodrigues Alves de Abreu receberam, em uma cerimônia virtual, o Prêmio IMO por Bravura Excepcional no Mar, da Organização Marítima Internacional. Eles conseguiram o feito após uma delicada operação, com resgate de tripulante, que aconteceu no canal de São Sebastião, no Litoral Norte, durante uma tempestade.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Em abril de 2019, durante quase seis horas, os práticos enfrentaram uma tempestade com rajadas de mais de 70 nós, o equivalente a 130 quilômetros por hora, além de ondas de até 2 metros, com chuva constante. No meio desse caos, o desafio era fundear, em segurança, dois petroleiros carregados e atrelados um ao outro por cabos de aço.

Esses navios estavam à deriva no canal de São Sebastião, levados pela força das correntes marítimas e seguiam para Ilhabela, colocando em risco seus moradores e o meio ambiente. A situação ficou ainda mais complicada quando a operação precisou ser interrompida para a retirada de um tripulante em estado crítico, que precisava de atendimento médico em terra.

Com conhecimento da região e experiência, os práticos conseguindo concluir a missão em segurança. Além das vidas salvas, eles evitaram graves danos ao cais e instalações de petróleo, já que havia a possiblidade de um grande acidente ecológico, com derramamento de óleo.

“Sempre acreditei que o espírito de cooperação de quem trabalha e vive no mar pode e deve servir de exemplo para todos, em todas as áreas da atividade humana. Anonimamente, marinheiros de todo o mundo demonstram bravura fenomenal todos os dias. Eles fazem isso em ambientes que muitas vezes são hostis, onde as forças da natureza, às vezes, podem fazer com que se sintam diminutos. Mas é justamente nesses momentos que sua grandeza tende a surgir.

Sinto-me orgulhoso e humilde por estar entre esse grupo”, afirmou Teixeira.

Já Abreu destacou o prestígio do prêmio e a missão cumprida durante a operação. “Tendo ajudado a evitar perdas econômicas e devastações ambientais e sendo capaz de evitar a perda de outras vidas humanas é, por si só, uma imensa realização pessoal e profissional”.

Para o presidente da Praticagem de São Paulo, Bruno Tavares, a premiação é motivo de orgulho, “Com esse reconhecimento, a comunidade internacional destaca a importância de nossa atividade como essencial para o interesse público na coordenação eficiente do tráfego marítimo e em todo gerenciamento de riscos inerentes à navegação em águas restritas. Nossos práticos enfrentaram condições desafiadoras, mas conseguiram manter a calma e realizar os procedimentos corretos para uma operação inédita na salvaguarda de vidas humanas e proteção do meio ambiente”.

Tudo sobre: