Oficial de navio é resgatado após passar 14 horas à deriva no Pacífico Sul

O resgate foi feito nas proximidades dos arquipélagos da Polinésia Francesa, na Oceania

Um oficial do navio sísmico Silver Supporter foi resgatado após passar 14 horas à deriva no Pacífico Sul, nas proximidades dos arquipélagos da Polinésia Francesa, na Oceania. O destaque é que ele acabou sendo salvo por sua própria embarcação, após várias horas de busca. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

A vítima, o chefe da Engenharia do navio, um lituano de 52 anos, foi dado como desaparecido pela equipe do Silver Supporter na manhã do último dia 16, quando seus tripulantes notaram seu sumiço e assumiram que ele havia caído no mar. 

A embarcação fazia uma viagem entre a Nova Zelândia e as Ilhas Pitcairn, na Polinésia. A tripulação calculou que, no momento do desaparecimento, o navio estava a cerca de 740 quilômetros ao sul das Ilhas Austrais, da Polinésia Francesa. 

Os demais oficiais relataram o incidente ao JRCC Tahiti, o centro de coordenação de resgate aeronáutico da Polinésia Francesa, que emitiu um pedido de assistência aos navios mercantes próximos.

Para ajudar na busca, a agência meteorológica da França, Meteo-France, forneceu cálculos de deriva para estimar o movimento potencial do homem a partir de sua última posição. A Marinha francesa também forneceu o apoio de duas aeronaves para realizar a busca. 

Tudo sobre: