EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

Movimentação em portos públicos cresce 6,6% no 1º semestre

Santos registrou crescimento operacional de 12% neste período

A movimentação de cargas dos portos públicos registrou crescimento de 6,6% no primeiro semestre, na comparação com o mesmo período do ano passado. Durante o período de janeiro a junho, foram transportadas 168,8 milhões de toneladas ante a movimentação de 158,4 milhões de toneladas, em 2019. Os dados do Ministério da Infraestrutura refletem as atividades de oito autoridades portuárias que concentram cerca de 80% dos contratos de arrendamentos nos portos nacionais.

O maior crescimento foi registrado na Companhia Docas do Pará, com alta de 26,5%, seguida pelo Porto de Suape (16,7%), Portos do Paraná (12,6%), Santos Port Authority (12%) e Emap (5,1%).

Entre as cargas, um dos destaques é a movimentação de granel sólido nos portos administrados pela Companhia Docas do Pará, que cresceu 28,5%. No Porto de Suape (PE), a movimentação de granel líquido subiu 22,1%.

"Os números comprovam que, mesmo com a pandemia, o setor portuário continua funcionando bem e cumprindo o papel de escoar seus produtos para outros países, colaborando, assim, com a balança comercial brasileira", afirmou o ministro da infraestrutura, Tarcísio de Freitas, em nota da pasta.

Os números consolidam tendência de crescimento que já havia sido registrada nos dados do setor portuário até maio.

Como mostrou o Broadcast (sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado), a avaliação do ministério é de que o segmento se mostrou resiliente à crise do novo coronavírus, com o auxílio da safra, que deve ter recorde, e da desvalorização do real.

Tudo sobre: