EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

23 de Agosto de 2019

Ministério da Infraestrutura prevê privatização da Codesp até 2022

Declaração foi dada após leilão de terminais do Porto de Santos

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, confirmou que a pasta pretende realizar, até o fim do governo atual, a abertura de capital da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). A declaração ocorreu na última terça-feira (13), após o leilão de terminais do Porto de Santos, em São Paulo. 

Acompanhando o ministro no leilão, o presidente da Codesp, Casemiro Tércio Carvalho, lembrou que, para essa desestatização, a Docas ainda precisa equalizar passivos, como ações trabalhistas.

Segundo ele, a Docas tem hoje cerca de R$ 1,5 bi de comprometimento de caixa a curto prazo. Uma das ações planejadas é um Plano de Demissão Voluntária (PDV), que deve ser aberto em outubro.