EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

10 de Julho de 2020

Marcus Mingoni é o novo diretor de Administração e Finanças da Autoridade Portuária de Santos

Ele era assessor do diretor-presidente da estatal, Fernando Biral. Seu nome já havia sido analisado pelo Consad, após uma indicação, no início do mês

A Autoridade Portuária de Santos tem um novo diretor de Administração e Finanças da empresa. O Conselho de Administração (Consad) da estatal que administra o cais santista se reuniu e empossou Marcus dos Santos Mingoni, que terá foco na preparação da empresa para a desestatização. 

Conforme adiantado por A Tribuna, Mingoni, que era assessor do diretor-presidente Fernando Biral, era cotado para o comando da diretoria de Administração e Finanças da estatal. Seu nome já havia sido analisado pelo Consad, após uma indicação, no início do mês.     

Mingoni tem 49 anos e é formado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Ele tem MBA Executivo em Finanças, além de cursos de especialização em Gestão e Liderança, CFO Estrategista e Finanças Corporativas.  

O novo diretor nunca atuou no setor portuário, mas seu perfil é considerado técnico para a função. O executivo assumiu com a diretoria de Administração e Finanças com o objetivo de consolidar e ampliar as conquistas obtidas, “alcançando maior nível de eficiência e rentabilidade”.  

Segundo Mingoni, o foco será a preparação da Autoridade Portuária para a desestatização. “A área financeira tem papel fundamental em estabelecer parcerias e influenciar as áreas de negócios para que sejam priorizadas ações com melhor resultado e sustentabilidade, olhando a organização como um todo. Os setores administrativo e financeiro que comandam o principal complexo portuário do País exigem alto nível de engajamento e responsabilidade. Integrar a equipe que coordena um projeto dessa envergadura é um privilégio e grande desafio”, destacou. 

O administrador trabalhou no grupo Saraiva, uma rede brasileira de livrarias, por 26 anos. Lá, foi gerente financeiro, diretor de operações, de gestão, financeiro, e como vice-presidente financeiro da controlada Saraiva e Siciliano.   

Ao longo de sua trajetória, Mingoni contribuiu para a estruturação da área financeira e liderou projetos como a criação do cartão de crédito e programas de gestão de caixa que garantiram uma melhoria da eficiência operacional do grupo. O executivo também foi responsável por estruturar a área de logística.

Tudo sobre: