EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

3 de Julho de 2020

Exames de tripulante alemão desembarcado no Porto de Santos não detectam coronavírus

Marítimo apresentou sintomas da doença e foi removido para um hospital particular, onde ficou em isolamento

O tripulante alemão que foi desembarcado do navio Ouro do Brasil, no Porto de Santos, não tem coronavírus. O marítimo, que estava internado em um hospital da cidade, terá alta nesta quarta-feira (18) e retornará ao país de origem.

O alemão de 37 anos relatou sintomas da doença quando o navio já estava atracado no cais santista. Com febre, tosse e coriza foram, o marítimo foi removido da embarcação e encaminhado a um hospital, onde ficou  em isolamento.

A informação foi confirmada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), mas o caso não seguiu os protocolos de contingência. O alemão foi removido em uma ambulância particular ao hospital. Lá, transitou por áreas comuns da unidade, inclusive um elevador.

As amostras do tripulante foram encaminhados ao Instituto Adolfo Lutz (IAL), na capital. Mas, diante da grande demanda por exames laboratoriais de casos suspeitos de coronavírus no Estado, o resultado demorou cinco dias para sair.

Como o alemão é imediato do navio e assume a função na ausência do comandante, ele precisou ser substituído. Só após a chegada de outro marítimo, a embarcação foi autorizada a partir.

O navio Ouro do Brasil, de bandeira liberiana, veio ao Porto de Santos para o embarque de 11,6 mil toneladas suco de laranja. Antes de chegar ao cais santista, a embarcação passou pelo Porto de Tampa, na Flórida, Estados Unidos. Do cais santista, a embarcação segue para o porto de Newcastle, na Austrália.

Tudo sobre: