Ex-superintendente do Ogmo Santos morre aos 59 anos

Nelson Domingos de Giulio, o Cebola, foi mais uma vítima da covid-19

Morreu na manhã deste sábado (9) o jornalista e ex-superintendente do Órgão Gestor de Mão de Obra do Trabalho Portuário do Porto Organizado de Santos (Ogmo/Santos) Nelson Domingos de Giulio, mais conhecido como Cebola, de 59 anos.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Ele é mais uma vítima da covid-19 e deixa a esposa e dois filhos. O velório será realizado neste sábado das 20 às 22 horas, na Santa Casa de Santos. O sepultamento ocorrerá neste domingo (10), às 9 horas.

Cebola foi uma figura muito importante no segmento portuário enquanto esteve à frente da entidade por participar e ajudar nas mudanças do setor a partir da implementação da Lei de Modernização dos Portos (Lei Federal 8.630/1993). 

"Como superintendente do Ogmo Santos, o Cebola teve a sabedoria, a inteligência e a paciência de conviver com os desafios apresentados pelos sindicalistas, trabalhadores e empresários portuários", afirmou o presidente do Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport), Everandy Cirino dos Santos. 

Nos últimos dois anos, Cebola teve um papel importante ao assessorar a deputada federal Rosana Valle (PSB) em questões portuárias. 

Em suas páginas nas redes sociais, a parlamentar o agradeceu pela "competência, lealdade, firmeza e docura". 

"Estou muito triste. Há um vazio imenso em todos nós. Sei que vai continuar a cuidar da gente aí de cima e a nos proteger dos 'meketrefes' da política, como você sempre dizia", escreveu.

O velório será neste sábado, das 20 às 22 horas, na Santa Casa. O sepultamento será no domingo (10), às 9h.

Tudo sobre: