Companhia Docas do Rio de Janeiro realiza ações de desinfecção em portos

Porto de Itaguaí e Porto do Rio de Janeiro foram contemplados

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) realizou, pela segunda vez, a desinfecção de suas áreas administrativas e operacionais com quaternário de amônio de 5ª geração, com o objetivo de prevenir a disseminação do novo coronavírus. A ação ocorreu na última terça-feira (12), no Porto de Itaguaí, e na quinta-feira (14) no Porto do Rio de Janeiro, em parceria com a Marinha do Brasil, por meio do Comando Conjunto Leste. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

O quaternário de amônio usado na sanitização é um dos principais ativos recomendados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na eliminação do vírus da covid-19. O ativo foi aplicado em uma área de aproximadamente 12 mil metros quadrados por militares do Grupamento Operativo de Fuzileiros Navais de Defesa Nuclear, Biológica, Química e Radiológica. 

No Porto de Itaguaí, a entrada principal e os prédios administrativos do Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) e da Guarda Portuária foram contempladas. No Porto do Rio de Janeiro, os prédios da Anvisa, do Ogmo, da Receita Federal e da Guarda Portuária passaram pela desinfecção. 

A CDRJ, vinculada ao Ministério de Infraestrutura, é a autoridade portuária responsável pela gestão do complexo portuário fluminense, que compreende os portos do Rio de Janeiro, de Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis.

Tudo sobre: