EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

13 de Julho de 2020

Cetesb multa Tiplam em R$ 248,4 mil por lançamento de gás de amônia em terminal do Porto de Santos

A infração aconteceu no último dia 28, quando houve um vazamento no terminal. De acordo com órgão, problema ocorreu por causa de uma ruptura na junta de vedação da válvula do amoniaduto

O Terminal Integrador Portuário Luiz Antonio Mesquita (Tiplam), operado pela VLI no Porto de Santos, foi multado em R$ 248,4 mil pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb). O motivo foi o lançamento de gás amônia na atmosfera e efluentes contaminados no estuário no mês passado.  

A infração aconteceu no último dia 28, quando houve um vazamento de amônia no terminal. Na ocasião, a empresa informou que a unidade foi evacuada, seguindo seu protocolo de segurança e que a situação foi normalizada logo na sequência, com a retomada das operações. 

De acordo com a Cetesb, o vazamento ocorreu por causa de uma ruptura na junta de vedação da válvula do amoniaduto, obrigando à imediata evacuação do terminal. O acidente foi controlado pela própria equipe de segurança da empresa.  

A amônia é um gás incolor, tóxico e corrosivo na presença de umidade. Por isso, segundo a Cetesb, a contaminação no ar, solo e água do estuário santista causou prejuízos danosos à fauna, flora e risco à saúde dos funcionários e população. 

Procurada, A VLI, empresa que administra o Tiplam, em Santos, informa que já foi notificada pela Cetesb e que vai analisar o conteúdo para adotar as providências cabíveis.

Tudo sobre: