EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

13 de Julho de 2020

Caminhoneiros poderão fazer testes de Covid-19

Postos de atendimento foram instalados no Porto de Santos, em Cubatão e na Via Anchieta, entre outras localidades

Caminhoneiros poderão fazer testes de covid-19 (sorológico e PCR) e receber vacinas contra a gripe influenza. A campanha continuará por um mês em cinco pontos – um deles no terminal Ecoporto, na Rua Antônio Prado 1, na Praça da Fome, no Porto de Santos; e outro no Ecopátio, no Km 263, na Rodovia Cônego Domênico Rangoni, em Cubatão.

A iniciativa é do Grupo EcoRodovias (controladora das concessionárias rodoviárias Ecovias e Ecopistas, do Ecoporto e do Ecopátio), do Programa Todos pela Saúde (Banco Itaú Unibanco) e da Porto Seguro, com apoio da Autoridade Portuária de Santos. A expectativa da organização é que sejam realizados 24 mil testes e aplicadas 24 mil doses de vacinas.

Também há pontos de atendimento no pátio de descanso do Km 40 da Via Anchieta (S. Bernardo do Campo); no Posto Graal do Km 67 da Rodovia Carvalho Pinto (Guararema); e no Posto B&G do Km 37 da Rodovia Ayrton Senna (Itaquaquecetuba).

Nos postos

Nos locais de atendimento, os caminhoneiros poderão medir a temperatura. Se estiverem com febre, serão direcionados à medição de oxigenação e, depois, ao teste de Covid-19 do tipo PCR, feito por meio da coleta de secreção nasal e que tem uma maior precisão no resultado. Essas etapas levam cerca de cinco minutos e ocorrem em tendas específicas, onde profissionais de saúde atendem conforme protocolos de segurança, segundo a organização.

Aqueles que realizarem o exame tipo PCR vão receber mensagens, via SMS ou Whatsapp, cerca de 72 horas depois, de que a análise do material coletado foi feita e como eles podem pegar o resultado.

Os motoristas sem sintomas serão direcionados a fazer o exame sorológico, que demora, em média, 15 minutos para ser concluído. Na sequência, ele será orientado a aguardar dentro do caminhão por uma mensagem, que poderá chegar por SMS ou WhatsApp. Em caso de teste inconclusivo, ele deverá retornar à tenda para realizar o exame do tipo PCR.

De acordo com os organizadores da campanha, todos os resultados estarão sob sigilo médico e anonimato dos eventuais casos positivos, que serão informados somente à Secretaria de Saúde para controle dos dados consolidados e diretamente aos pacientes. 
Os motoristas contaminados ainda terão uma central médica para apoio psicológico e orientações complementares. 

Orgulho

“Nos dá muito orgulho fazer parte desse movimento de solidariedade e apoio num momento tão delicado, especialmente para os caminhoneiros, que exercem uma função que exige certa exposição e que é tão essencial a todos nós. Estamos também muito felizes e satisfeitos com o apoio que estamos recebendo dessas novas empresas parceiras, que se uniram a nós. Quando tudo passar, esse será um dos principais legados desse período, o olhar humano das grandes empresas junto com o trabalho em equipe que resume bem a expressão que ‘juntos somos mais fortes”, afirmou Rui Klein, diretor executivo de concessões rodoviárias da EcoRodovias.

 

Tudo sobre: