Atividade náutica cresce com a pandemia na Baixada Santista

Marinha contabiliza aumento de mais de 10% e fiscalização também é intensificada para acompanhar a demanda pelo lazer na água

A pandemia da Covid-19 mudou a rotina da população. Lazer, viagens e até a prática de esportes em grupo ficaram comprometidos. Por outro lado, houve um aumento na atividade náutica na região, verificado pela Capitania dos Portos de São Paulo (CPSP). Segundo a Autoridade Marítima, o crescimento, que ultrapassa a casa dos 10%, também forçou um aumento da fiscalização. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

“Recebemos informações da comunidade náutica, em reuniões realizadas com representantes, que citaram esse aumento, provavelmente pela impossibilidade das pessoas realizarem viagens, o que as faziam buscar o mar e águas interiores como lazer. Além disso, o número de abordagens realizadas esse ano (2020) já superou as do ano passado (2019), o que demonstra que, mesmo com a pandemia, as pessoas continuaram saindo com suas embarcações”, destacou o comandante da CPSP, o capitão-de-mar-e-guerra Marcelo de Oliveira Sá. 

Segundo o oficial, o aumento da procura por atividades náuticas foi constatado antes mesmo da Operação Verão da CPSP, que teve início no dia 14 de dezembro e vai até 16 de março. Neste período, a fiscalização é intensificada para evitar abusos e garantir a segurança da navegação. 

“Em 2020, houve um aumento de 12,9% no número de abordagens. Em 2019, foram 3.126 abordagens e, no ano seguinte, antes da Operação Verão, já havíamos atingido 3.530 abordagens”, explicou o comandante sobre o aumento da atividade náutica.

Falta de documentação de condutores e registros de embarcações e falta de equipamentos de segurança e salvatagem (coletes, boias, extintores de incêndio, entre outros) estão entre os principais problemas constatados nesta época do ano. 

“Ainda há infrações relativas à navegação em áreas seletivas de navegação (menos de 200 metros da linha de base das praias)”, explicou o comandante. 

Parcial da Operação Verão 

Do início da Operação Verão até a última segunda-feira (28), foram realizadas 196 abordagens, 16 notificações e quatro apreensões de embarcações. Segundo o comandante da CPSP, os números indicam um aumento, nestas duas últimas semanas, de, aproximadamente, 40% em relação à média de abordagens.

De acordo com a Marinha do Brasil, ações de conscientização também são realizadas em entidades náuticas, clubes, marinas e colônias de pescadores, com palestras educativas e dicas sobre normas de segurança da navegação, além da preservação ambiental.

A CPSP alerta que todos podem contribuir para a segurança no mar com denúncias pelos telefones (13) 3221-3456 e (13) 3221-3459. Há ainda a opção do 185 (emergências náuticas).

Dicas de segurança

Esteja atento e vigilante durante a navegação. Você é o responsável por tudo que acontece a bordo.

Navegue a mais de 200 metros de distância da praia, respeite os banhistas.

Tenha em mãos a sua habilitação e os documentos obrigatórios. 

Conduza sua embarcação com velocidade segura. Isso permite a realização de manobras em caso de situação imprevista e evita a cidentes.

Faça manutenção preventiva na sua embarcação. 

Não consuma bebidas alcoólicas quando for conduzir sua embarcação.

Conheça bem todos os lugares por onde a embarcação irá navegar. Não navegue no “escuro”.

Conheça a previsão do tempo antes de sair e fique atento às possíveis mudanças. 

Previna incêndios em sua embarcação. Pequenas medidas, como verificar o quadro elétrico e a validade dos extintores evitam grandes tragédias.

Respeite o limite de pessoas a bordo e garanta a estabilidade da embarcação.

Informe seu plano de navegação e a lista das pessoas a bordo ao seu iate clube. Leve sempre um equipamento de comunicação.

Calcule o consumo de combustível para ir e voltar. Faça o cálculo em três partes: um terço para ir, outro para voltar e um de reserva.

Quando ancorado, não acione motores ou movimente a embarcação se tiver alguém por perto na água. 

Tenha coletes salva-vidas homologados pela Marinha para todos a bordo. 

Não polua mares, rios e lagoas. Lugar de lixo é no lixo.

Tudo sobre: