EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

23 de Abril de 2019

PSOL deverá tomar providências após publicação de Tenente Coimbra com referência a Boulos

Deputado estadual eleito pelo PSL publicou uma foto com armas em que 'desafia' o coordenador nacional do MTST e candidato a presidente em 2018 a invadir sua residência

O PSOL deverá tomar providências contra o deputado estadual eleito Matheus Coimbra Martins de Aguiar, o Tenente Coimbra (PSL), após o parlamentar publicar, em suas redes sociais, uma foto com quatro armas, onde "desafia" o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e candidato do PSOL a presidente, no ano passado, Guilherme Boulos, a invadir sua residência.

Na postagem do dia 21 de janeiro, ainda presente no perfil do político no Instagram, Coimbra aparece sentado em uma poltrona lendo a edição do dia 16 de janeiro do jornal Folha de S. Paulo, que trazia a seguinte manchete de primeira página: “Bolsonaro cumpre promessa e facilita a posse de armas”. Ao lado do político, há uma mesa com quatro armas. A postagem tinha, ainda, a seguinte mensagem: “Boulos, invade minha casa, é rapidinho. Quero só testar um negócio!”. 

A direção da legenda em Santos e as executivas estadual e nacional já estão cientes do ocorrido, e tomarão as providências cabíveis e necessárias contra o parlamentar eleito, para que atitudes de violência como essa não se repitam.

"As denúncias foram encaminhadas tanto para a direção municipal quanto para as executivas estadual e nacional. Como foi recente, ainda não tivemos retorno. Como não ocorreu só com o Tenente Coimbra - soubemos que tiveram outros casos -, então, o retorno pode ser demore. Mas, as denúncias foram encaminhadas", explicou a candidata do PSOL à Prefeitura de Santos, em 2016, a advogada Débora Camilo.

Na visão da advogada, foi uma atitude infantil e despreparada do parlamentar. "É triste, mas é isso que nós recebemos como representante", completou Débora. Nas redes sociais, a advogada disse que "a Baixada Santista carece de boas representações na Assembleia Legislativa. E serão mais quatro anos sem”.

Boulos, que estava em Brasília na última sexta-feira (1º) para prestigiar a posse da bancada do PSOL na Câmara dos Deputados, afirmou para A Tribuna que o futuro parlamentar é “um garotão querendo atenção”. “Esse cidadão quer aparecer, quer holofotes. Faz apologia à violência para ganhar ponto com o eleitorado que consome o discurso de ódio”, frisou.

A Tribuna procurou Coimbra, que se limitou a dizer que prefere não se posicionar a respeito desse episódio. Ele foi questionado se a imagem era verdadeira ou representava uma montagem, mas ele não encaminhou resposta.

No entanto, o parlamentar se posicionou em seu perfil no Instagram, na mesma postagem sobre Boulos. O deputado estadual eleito disse que "logo após a eleição, ocorreu uma manifestação onde o candidato derrotado Boulos estava presente. O mesmo alegou que invadiria a casa do [Jair] Bolsonaro por ela não ser produtiva".

De acordo com Coimbra, "ao proferir isso, ele [Boulos] não atacou diretamente o Bolsonaro, mas sim um conceito, e todos que acreditam nele".

"A resposta em tempo oportuno foi dada, não atacando diretamente a ele, mas sim o conceito de invasão que ele citou, e dando ênfase à possibilidade de defesa que nos está sendo devolvida", completou o deputado estadual eleito, em referência ao decreto do presidente que facilitou o direito a posse de armas.

Por fim, Tenente Coimbra garantiu que todas as armas presentes na imagem são devidamente registradas.