EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

20 de Maio de 2019

Polícia identifica jovens de 25 e 17 anos como atiradores de escola em Suzano

Um deles é Luiz Henrique de Castro, que iria completar 26 anos no sábado (16). O adolescente foi identificado como Guilherme Taucci Monteiro

A Polícia de São Paulo informou a identidade dos dois atiradores que abriram fogo na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP), nesta quarta-feira (13), matando 8 pessoas. Os dois se mataram depois.

Um deles é Luiz Henrique de Castro, que iria completar 26 anos no sábado (16). O outro tinha 17 anos e foi identificado como Guilherme Taucci Monteiro.

Entre as vítimas, pelo menos cinco eram estudantes e um funcionário da escola. Outras 15 pessoas se feriram.

O caso ocorreu por volta das 9h30. A instituição foi isolada pela polícia. O Corpo de Bombeiros e equipes do Samu foram ao local. Bombeiros de Mogi das Cruzes também foram chamados, às 9h50, para apoiar o atendimento. O helicóptero Águia, da PM, também auxiliou na ocorrência.

O coronel Salles, da Polícia Militar, disse que, antes de entrar na escola, os dois atiradores, encapuzados, dispararam contra o proprietário de um lava rápido que fica em frente à escola. O homem passou por cirurgia na Santa Casa de Suzano, mas não resistiu aos ferimentos e morreu horas depois, já durante a tarde.

Os atiradores entraram na escola na hora do intervalo. Primeiro, eles atiraram em uma coordenadora pedagógica e em uma supervisora. Depois, se dirigiram ao pátio, onde atingiram alunos de Ensino Médio. Depois, seguiram para um centro de línguas.

Na mochila dos atiradores, havia três coquetéis molotov, duas bestas (lança-seta) e um revólver calibre 38. Uma terceira mochila foi encontrada com uma espécie de bomba caseira, de acordo com informações do Major Caruso, subcomandante do 32º Batalhão com sede em Suzano.

Confira a lista de vítimas:

Alunos

  • Pablo Henrique Rodrigues
  • Clayton Antônio Ribeiro
  • Samuel Melquíades Silva de Oliveira
  • Douglas Murilo Celestino
  • Caio Oliveira

Funcionárias

  • Marilena Ferreira Vieira Umezo, coordenadora pedagógica da escola
  • Eliana Regina de Oliveira Xavier

Dono da loja de carros

  • Jorge Antônio Moraes, comerciante. Foi morto antes da entrada da dupla na escola. É tio de Guilherme, um dos assassinos

Feridos

  • Adna Bezerra
  • Anderson Carrilho de Brito
  • Beatriz Gonçalves
  • Guilherme Ramos
  • Jennifer Silva Cavalcanti
  • Leonardo Vinicius Santana
  • Leticia Melo Nunes
  • Murilo Gomes Louro Benite
  • Samuel Silva Felix