EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

26 de Junho de 2019

Ladrões matam militar da Aeronáutica após roubarem vigilante em Guarujá

Execução aconteceu na Rua João Anselmo da Rocha, no bairro Jardim Boa Esperança, em Vicente de Carvalho

Após assaltarem um vigilante que chegava às 7h20 de quinta-feira (13) em sua casa, em Guarujá, após uma jornada de trabalho, dois criminosos mataram a tiros um suboficial reformado da Aeronáutica que os perseguiu. A dupla foi presa em flagrante.

O militar das Forças Armadas Sérgio Luiz de Oliveira Lima, de 69 anos, chegou a ser levado ao Hospital Santo Amaro, mas não resistiu aos ferimentos. Ele era vizinho do vigilante.

Apontado como o autor dos disparos, um jovem de 26 anos atirou contra o suboficial da Aeronáutica, enquanto o comparsa, de 30, imobilizava a vítima pelo pescoço com o golpe conhecido por gravata.

A execução aconteceu na Rua João Anselmo da Rocha, no bairro Jardim Boa Esperança, em Vicente de Carvalho. Ela fica a dois quarteirões da Rua Manoel de Góes, onde mora o vigilante roubado.

Um policial militar, que estava de folga, presenciou o homicídio. Ele dirigia o seu carro e desembarcou, identificando-se e dando voz de prisão aos criminosos. O jovem largou um revólver Rossi 38 e foi dominado junto com o comparsa.

Com a numeração raspada, a arma continha no tambor uma munição intacta e cinco deflagradas. Conduzida ao 1º DP de Guarujá (Jardim Conceiçãozinha), a dupla foi autuada em flagrante pelo delegado Estevam Gabriel Urso por roubo e homicídio qualificados, sendo recolhida à cadeia.

Os suspeitos optaram por permanecer em silêncio ao serem presos pelo policial militar. Além do revólver, foi apreendida com os criminosos a mochila contendo pertences e documentos do vigilante, que tem 37 anos.

Revista pessoal

O vigilante foi abordado logo após chegar em casa pilotando uma moto. Ele abriu o portão e entrou na garagem, sendo em seguida rendido pela dupla. Trajando moletom com capuz, o rapaz de 30 anos era quem portava a arma nesta ocasião.

O revólver estava engatilhado e foi apontado para a cabeça do vigilante. Os ladrões perguntaram se a vítima estava armada e a revistaram, apesar da resposta negativa. Na sequência, os assaltantes pegaram a mochila dela e fugiram.

Vizinhos perceberam o roubo e começaram a gritar “pega ladrão”. O suboficial entrou em seu Fiat Palio e perseguiu a dupla até a Rua João Anselmo da Rocha, onde ela o matou a tiros na tentativa de assegurar a impunidade do crime anterior. O criminoso de 30 anos consta como procurado.

Sérgio Luiz de Oliveira Lima era militar das Forças Armadas (Foto: Divulgação)