USP publica artigo que comprova reinfecção por coronavírus

Pesquisadores de Ribeirão Preto, no interior do Estado, comprovaram que jovem de 24 anos teve dois testes positivos para Covid-19

A Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical publicou um artigo da Universidade de São Paulo (USP) que evidencia caso de reinfecção pelo novo coronavírus. O periódico traz a investigação científica com base a laudos médicos de uma jovem de 24 anos que teve dois testes positivos, num intervalo de 50 dias. O caso acende o alerta sobre a dinâmica da Covid-19, que pode gerar infectação os pacientes mais de uma vez. 

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

De acordo com o infectologista e coordenador da pesquisa, Fernando Bellissimo, o estudo ampliar a visão da comunidade científica sobre a possibilidade de reinfecções. Conforme o caso citado, a jovem teve o primeiro laudo positivo para coronavírus  em maio. Cinquenta dias depois, com o ressurgimento dos sintomas, a jovem repetiu o teste e recebeu o segundo diagnóstico. 

Os pesquisadores afirmam continuar o estudo sobre o sistema imunológico da paciente e comparar o caso com o de outras 12 pessoas com as mesmas características. Eles são acompanhados pelo Hospital das Clínicas (HC) de Ribeirão Preto. 

Hipóteses  

Bellissimo adota cautela sobre a reinfecção. A linha de pesquisa parte de quatro hipóteses. A mais provável é de a paciente teve contato com pessoas infectadas antes dos dois testes. Há ainda falhas na coleta do material genético da jovem nas duas ocasiões em que ela foi submetida aos exames para verificar a presença de Covid-19 em seu organismo. 

A hipótese menos é o vírus tenha permanecido no organismo da paciente no, de maneira atenuada, entre os dois testes. Também não se descarta o contágio por outra doença respiratória, dando falso positivo para novo coronavírus. 

Além da jovem, o HC de Ribeirão Preto investiga outros 12 casos similares. Já Hospital das Clínicas de São Paulo analisa outros 16 pacientes com suspeita de reinfecção. O primeiro caso confirmado de duas infecções se deu por cientistas de Hong Kong, que, em agosto, conseguiram comprovar a reinfecção de um paciente exposto a linhagens diferentes do vírus. 

Tudo sobre: