Baixada Santista passa dos 86 mil infectados desde o começo da pandemia de covid-19

Em 24 horas, são 15 mortes na região e 351 novos contaminados

A Baixada Santista ultrapassou os 86 mil infectados com coronavírus desde o começo da pandemia. No mesmo período, 2.895 morreram por causa da doença. Em 24 horas, são 15 mortes na região e 351 novos contaminados. Ao mesmo tempo, mais de 2.900 pessoas aguardam resultados de exames, assim como 95 óbitos ainda são investigados.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços! 

São Vicente confirmou seis mortes em 24 horas. Praia Grande confirmou mais três e Santos também, referentes a um homem de 62 anos, que morrreu em 13 de janeiro, e duas mulheres, de 92 a 83 anos, falecidas em 13 e 14 de janeiro, respectivamente. Assim, o total de óbitos em residentes de Santos desde o início da pandemia chega a 959. É a Cidade com mais mortos da região. Peruíbe também confirmou duas mortes e Cubatão uma.

Nesta quinta-feira (14), a Prefeitura de Santos ainda recebeu 155 notificações de covid-19 entre munícipes. O número acumulado de casos passou de 31.296 para 31.451.

Nas últimas 24 horas, o número de pessoas com covid-19 internadas na rede hospitalar de Santos reduziu, de 256 para 249. A queda é de 2,7%. Do total de internados, 125 estão em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), voltados aos casos mais graves, sendo 79 moradores de Santos (63,2%) e 46 de outras cidades (36,8%).

Já a taxa de ocupação geral dos 732 leitos covid-19 disponíveis está em 34%. Entre os 319 leitos de UTI, a ocupação é de 39%. Na rede SUS, a taxa é de 30% e, na rede privada, de 52%.

Tudo sobre: