Raros leões brancos nascem em santuário francês de proteção animal

Chamados de Nala e Simba, felinos nasceram no fim de julho; espécie quase entrou em extinção

Considerados raros, dois leões brancos nasceram em um santuário "Caresse de tigre", no nordeste da França. As imagens da dupla felina, que recebeu os nomes dos protagonistas do filme Rei Leão, Nala e Simba, foram divulgadas no último domingo (11). 

O santuário francês ocupa uma área de 300 hectares da área de floresta da cidade de Mailleraye-sur-Seine e é gerenciado por dois ex-artistas circenses. No local, são abrigados doze grandes felinos, entre tigres e leões. 

Segundo a entidade de Proteção Global do Leão Branco, a maior parte destes animais habitam em cativeiro. Há a estimativa que menos de treze animais desta espécie estejam soltos na natureza. A espécie chegou a passar cerca de 12 anos tecnicamente extinta.  

A coloração branca dos leões acontece devido a uma mutação genética única das áreas dos Parques Nacionais Timbavati e Kruger do sul da África. 

Tudo sobre: