Professor envia foto pelado a alunos do Ensino Fundamental em grupo de WhatsApp

Segundo o docente, a imagem foi enviada por engano "ao grupo errado"

Um professor de uma escola estadual de Campinas (SP) enviou uma foto onde estava pelado para um grupo de WhatsApp de alunos do 7º ano do Ensino Fundamental. Ele alega que enviou a imagem por engano "ao grupo errado". Após o ocorrido, ele foi afastado pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

O docente enviou três mensagens que fazem referência ao naturismo (prática em que as pessoas ficam nuas), além de uma foto em que ele aparece nu e segurando um copo de achocolatado. Na mensagem, "bom dia, pelados. Com achocolatado gelado e corpo pelado. Ótimo dia de chuva a todos. Beijos, pelados".

Um boletim de ocorrência foi registrado na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher da cidade pela mãe de um dos alunos. O professor é investigado por divulgar fotos e vídeos contendo pornografia envolvendo criança ou adolescente, conforme artigo 241-A do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Em nota à imprensa, o professor, que tem as iniciais A.G., disse que pratica naturismo há cerca de 15 anos e que enviou a mensagem ao grupo errado. Ele afirma que avisou a coordenação da assim que percebeu o que havia acontecido.

*Com informações do UOL

Tudo sobre: