EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

17 de Agosto de 2019

Opositor de Macri na Argentina agradece Lula e critica Bolsonaro: 'Misógino a favor da tortura'

Alberto Fernández disse celebrar as críticas de Bolsonaro à sua candidatura

Após vencer as eleições primárias na Argentina contra o atual presidente Maurício Macri, o kirchnerista Alberto Fernández agradeceu as mensagens de apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ainda criticou o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL). 

Em entrevista ao programa de TV Corea del Centro, Fernández disse 'celebrar' os ataques de Bolsonaro à sua candidatura e o chamou de 'um racista, um misógino e um violento que é a favor da tortura'. Em julho, o presidente brasileiro afirmou seu apoio à reeleição de Macri e seu desejo de fechar mais acordos comerciais para o Mercosul. 

“Muito obrigado, querido amigo Lula. Como você bem disse, devemos dar esperança ao nosso povo e cuidar dos que mais precisam”, escreveu Fernández no Twitter, em resposta à mensagem enviada pela equipe de Lula na mesma rede social.