Novo 007 pode ser vendido para ser assistido antes

MGM teria estudado possibilidade de vender o novo 007 para serviços de streaming. Especula-se que o estúdio espera US$ 600 milhões da transação

Apesar da estreia no novo filme da série, intitulado "007-Sem Tempo Para Morrer" ter data prevista para abril de 2021, existe a possibilidade de uma negociação com serviços de streaming para lançamento ainda neste ano. O longa seria oficialmente lançado em 2020, mas foi adiado por conta da pandemia.

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

De acordo com a revista americana Variety, plataformas como Netflix, Amazon e Apple TV+ estariam em uma negociação com o estúdio MGM, que receberia U$ 600 milhões para ceder o filme para elas, o equivamente a mais de R$ 3,3 milhões. Apesar da publicação, o estúdio nega o que chama de 'rumores', e diz pretender preservar a experiência do expectador nas salas de cinema.

Com vários adiamentos para o lançamento, a MGM já perdeu algo em torno de R$ 280 milhões. Isso porque já ocorreram várias campanhas promocionais, mas o filme nem chegou à telas.

Não é novidade
Vender lançamentos para as plataformas de streaming não é nada novo. Neste ano alguns estúdios já fizeram isso com seus longas. Sony e Paramount, por exemplo, lucraram com 'Greyhound: Na Mira do Inimigo', comercializado com a Apple TV+. e ainda 'Um Príncipe em Nova York 2', para a Amazon.

O filme
Nesse novo 007, Daniel Craig ainda interpreta James Bond. Segundo a sinopse, ele se aposentou e não é mais agente secreto, vive tranquilamente na Jamaica, mas quando seu velho amigo Felix Leiter (Jeffrey Wright) que é da CIA, pede sua ajuda, Bond segue contra um novo vilão chamdo Safin (Rami Malek) que possui uma tecnologia perigosa. Confira o trailer do novo 007 aqui.

Tudo sobre: