EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

15 de Julho de 2020

Filho de Bonner tem dados utilizados em fraude para conseguir auxílio emergencial

Apresentador do Jornal Nacional relatou em suas redes sociais que estelionatários usam nome e CPF de seu filho há três anos

William Bonner utilizou suas redes sociais para relatar um problema nesta quinta-feira (21). O apresentador do Jornal Nacional contou que estelionatários utilizaram dados de um de seus filhos para solicitar o auxílio emergencial.

Segundo o jornalista, ele foi informado pelo jornal Meia Hora sobre a fraude. "Meu filho não pediu auxílio nenhum, não autorizou ninguém a fazer isso por ele. (...) Pelos critérios do programa de auxílio emergencial, alguém nas condições sócio-econômicas do meu filho não tem direito aos 600 reais da ajuda", esclareceu ele em seu Twitter, alertando as pessoas sobre o golpe.

Bonner ainda revelou que seu filho é vítima de estelionato já há algum tempo. "Estelionatários têm usado há 3 anos o nome e do CPF de meu filho para fraudes, como a abertura de empresas ou a contratação de serviços de TV por assinatura, entre outras", disse.

A situação é tão corriqueira que foi recomendado que o filho de Bonner trocasse seu CPF, conforme contou o apresentador. "Mas, no Brasil, a vítima de golpes dessa natureza precisa passar por uma longa provação, em que tempo e dinheiro se esvaem no desenrolar do processo burocrático".

Além de desabafar sobre os constantes golpes, o apresentador questionou o fato do Dataprev não verificar na Receita Federal se os CPFs utilizados na solicitação do benefício são de dependentes de cidadãos com renda.

 

Tudo sobre: