EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

22 de Fevereiro de 2019

Coreia do Sul e Estados Unidos firmam parceria

Novo acordo aumenta a contribuição de Seul para o custo da presença militar americana em seu território para US$ 924 milhões

A Coreia do Sul e os Estados Unidos assinaram novo acordo no domingo (10) que aumenta a contribuição de Seul para o custo da presença militar americana em seu território para US$ 924 milhões, informou o Ministério das Relações Exteriores de Seul. 

A Coreia do Sul forneceu no ano passado cerca de US$ 830 milhões, cobrindo cerca de 40% do custo da implantação de 28.500 soldados dos EUA cuja presença se entende para impedir a agressão da Coreia do Norte. 

Nos últimos meses, o presidente americano Donald Trump vinha pressionando a Coreia do Sul para pagar mais e, assim, ajudar no custeio das tropas. 

O comunicado disse que os dois países reafirmaram a necessidade da permanência dos EUA em meio à “mudança rápida da situação na península coreana”. O ministério disse que os EUA asseguraram à Coreia do Sul que é comprometida com a aliança e não tem planos para ajustar o número de suas tropas. 

Investimento
A Coreia do Sul começou a pagar pela implantação militar dos EUA no início dos anos 90, depois de reconstruir sua economia da devastação da Guerra da Coreia de 1950-1953. (Estadão Conteúdo)