EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

24 de Agosto de 2019

Cientista diz que é '100% certo' que a Terra será atingida por asteroide

Danica Remy, presidente da organização B612 Foundation, não soube dizer, no entanto, quando isso irá ocorrer

No início de julho, os noticiários foram tomados pela possibilidade, ainda que remota, do asteroide batizado de FT3 atingir a Terra. À época, Agência Espacial norte-americana (NASA) havia dito que as chances eram de uma em 11 milhões

No entanto, para a cientista Danica Remy, presidente da organização B612 Foundation, é certo de que o planeta será atingido por um corpo espacial. No entanto, ela disse não saber precisar a data.

"É 100% certo de que seremos atingidos, mas não temos 100% de certeza quando", falou Danica em entrevista para a NBC News. De acordo com a publicação, a B612 Foundation é uma organização sem fins lucrativos, na Califórnia, que trabalha para proteger o planeta de asteróides.

No último sábado (10), uma rocha espacial, batizada de 2006 QQ23, passou a cerca de 4,6 milhões de milhas (aproximadamente 7,4 milhões de quilômetros) da Terra. Com mais de 600 metros de diâmetro e a uma velocidade de 16,7 mil quilômetros por hora, o impacto dele poderia ter uma força explosiva de até 500 vezes a da bomba atômica lançada sobre Hiroshima, no Japão.

De acordo com a publicação, a chance de um asteroide considerado "assassino planetário", como o que teria exterminado os dinossauros, atingir a terra é praticamente nula.

"O tipo de devastação que estaríamos observando é mais em nível regional do que em nível planetário, mas ainda terá impacto global", avaliou a cientista.

A NASA, com o auxílio de outras agências, tem catalogado os asteróides. Além disso, está sendo montada uma missão para testar um "sistema de defesa planetário" para desviar as rochas espaciais de um iminente impacto com a Terra.

*Com informações da NBC News