EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

11 de Dezembro de 2018

Cão é envenenado e espancado por segurança de hipermercado em Osasco

Ordem teria partido de dono da filial, que pediu ao funcionário "dar fim" ao animal em razão de uma supervisão que aconteceria na unidade

Um cachorro foi espancado com um cabo de vassoura e morto por um segurança do hipermercado Carrefour, em Osasco, região metropolitana de São Paulo. Abandonado, o animal teria sido envenenado antes morrer. De acordo com funcionários da unidade e ativistas dos direitos dos animais, o cão circulava pelo local há vários dias e, a pedido do dono da filial, o segurança teria dado "chumbinho" no meio de mortadela e após isso, agrediu o vira-lata. A razão seria uma supervisão que iria acontecer no hipermercado na última sexta-feira (30), quando o crime ocorreu.

Animal foi envenenado com chumbinho e espancado por segurança (Foto: Reprodução)

Por meio de nota, o Carrefour informou que o Centro de Zoonoses foi acionado diversas vezes para que o cachorro fosse retirado do local, mas o chamado só foi atendido na sexta. A Prefeitura de Osasco, por sua vez, disse que recolheu o animal ferido e sangrando, com escoriações múltiplas. A versão foi contestada por Rafael Leal, da ONG Cão Leal, em entrevista ao portal de notícias G1.

Segundo Leal, "o animal foi resgatado com vida, todo ensanguentado, por uma pessoa que estava perto. Ele foi levado para uma clínica veterinária particular, mas morreu em atendimento".

Em razão da morte brutal do cão, defensores dos direitos dos animais realizaram protestos contra a ação do segurança. Em nota, a rede Carrefour declarou que "repudia veementemente qualquer tipo de maus-tratos" e que "afastou a equipe responsável pela segurança do local no dia da ocorrência até que uma rigorosa apuração seja concluída e as devidas providências adotadas".