EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

6 de Dezembro de 2019

'Até 31 de dezembro de 2026, eu assino', declara Bolsonaro sobre honraria a Chico Buarque

Decisão do presidente de não assinar o documento está dividindo a cúpula do governo

O presidente Jair Bolsonaro deu a entender nesta terça-feira (08) que não irá assinar o diploma que será entregue a Chico Buarque pelo Prêmio Camões, maior honrária literária da língua portuguesa. 

Perguntado se firmaria o documento, Bolsonaro primeiro disse que sua decisão é um 'segredo'. Depois, declarou que tem até 2026 para assinar o diploma, que será entregue em abril de 2020. 

"Eu tenho prazo? Até 31 de dezembro de 2026, eu assino", disse. Este assunto tem rachado a cúpula do governo. Alguns integrantes concordam que o presidente deve seguir a tradição, evitando criar um costrangimento com o governo de Portugal. 

Contudo, outra parcela de membros, acreditam que ao não assinar o documento, o presidente faria um gesto político, se posicionando contra o uso de recursos públicos em ações não prioritárias.  

Tudo sobre: