Tainha: peixe comum na região é a estrela de vários festivais

Pescado costuma ser consumido assado, acompanhado de arroz e farofa

Tainha pode ser recheada com camarão e mandioca (Foto: Alexsander Ferraz/ AT)

A tainha é um peixe bastante conhecido e tradicional na Baixada Santista. Festivais acontecem nas cidades litorâneas para o consumo do pescado assado e, normalmente, repleto de acompanhamentos. Mas, frita ou cozida, ela também é presente na mesa dos brasileiros.

De acordo com a nutricionista Emanuele Vasconcelos, a tainha é uma ótima fonte de proteínas, vitamina B12 e fósforo. É ainda uma aliada na prevenção de doenças cardiovasculares, justamente pela alta concentração do Ômega 3. 

Se a intenção é aproveitar melhor os nutrientes, Emanuele indica o consumo do peixe assado. "O excesso de óleo ou azeite usado na fritura prejudica nossa circulação sanguínea e causa problemas cardiovasculares. O Ômega 3 previne doenças cardíacas, por isso, vale fazer uma forcinha para evitar a gordura", esclarece. 

A 40ª Festa da Tainha já começou em Bertioga e segue até dia 30 (Foto: Alexsander Ferraz/AT)

Para quem costuma contar calorias, um prato completo com o pescado, incluindo arroz, vinagrete e farofa, tem em torno de 600 kcal. Já uma porção de 100 gramas do peixe tem 179 kcal. Por ser tão comum no Litoral Paulista, a tainha é mais consumida nesta época do ano. Nas cidades da Baixada Santista, há vários festivais que tradicionalmente atraem o público que é fã do prato.

Programação

Em Praia Grande, a 20ª Festa da Tainha começou nesta sexta-feira (7), no Pavilhão de Eventos Jair Rodrigues. O evento segue por todo mês de julho, aos fins de semana. Na sexta-feira, das 19 às 23 horas; no sábado, das 12 às 23 horas, e, no domingo, das 12 às 18 horas.

O Pavilhão fica na Avenida Ministro Marcos Freire, s/nº, no bairro Quietude, na altura do viaduto 8 da Via Expressa Sul. O peixe é acompanhado de farofa de camarão, arroz e vinagrete. O prato serve duas pessoas e custa R$ 80.

Em Bertioga, a 40ª Festa da Tainha já começou e segue até o dia 30 de julho. O convite custa R$ 89 e inclui a tainha assada com arroz, farofa, pão e vinagrete. A porção serve quatro pessoas. Além disso, é possível comprar à parte saladas, batatas fritas, doces e bebidas. 

Às sextas, a festa acontece das 20 às 23 horas. Aos sábados tem almoço, das 12 às 16 horas, e jantar, das 20 às 23 horas. Aos domingos, apenas almoço, das 12 às 16 horas. A festa acontece na Tenda de Eventos, ao lado do Forte São João, na Avenida Vicente de Carvalho, s/n°.  

Em Peruíbe, existem dois festivais que estão comercializando o peixe. O primeiro é na Barra do Una, que fica no fim da estrada do Guarau-Una, aberto das 16 às 22 horas. O valor varia entre R$ 30 e 40. Outro é o Portinho de Pesca, com inicio marcado para esta sexta-feira (7). A festa segue nos dias 7, 8, 9, 14, 15 e 16. A tainha custa R$ 65 e acompanha arroz, pirão e farofa.  O local ficará aberto das 11 às 22 horas e conta com diversas atrações como artesanatos, exposições, danças e músicas. O endereço é Avenida Mário Covas Jr, s/n°, logo no início da praia.  

Em Guarujá, a festa aconteceu no Lions Clube durante todo o mês de junho (Foto: Roberto Sander/PMG)

Em Santos, acontece a VIII Festa da Tainha no Educandário Santista. Todas os fins de semana de julho, às sextas e sábados, das 19 às 23h30, e aos domingos, das 12 às 16 horas. A tainha custa R$ 70 e serve duas pessoas. Os acompanhamentos são farofa de camarão e arroz à grega. Para quem não gosta do peixe, existem outras opções com carne, frango e até caldo verde. O Educandário fica na Avenida Conselheiro Nébias, 680, no Boqueirão. Também em Santos, a Gota de Leite promoverá a 23ª Tainha da Gota nos dias 19, 20, 26 e 27 de agosto. Aos sábados, será das 12 às 23 horas e, aos domingos, das 12 às 17 horas. O valor da tainha é R$ 70 e serve duas pessoas. Os acompanhamentos são farofa de camarão, arroz e molho à vinagrete.  Receita sugerida  A jornalista Fernanda Lopes, titular do Blog Boa Mesa, de A Tribuna On-line, indica uma receita de tainha assada recheada com camarão. Uma tainha de 1,5 kg aberta pelas costas; 150 g de farinha de mandioca grossa; 200 g de camarão sete-barbas limpo; 2 colheres de manteiga; 2 gemas de ovo; 1/2 cebola, 2 dentes de alho; salsinha picada a gosto; sal a gosto. 1 colher (sopa) de bacon picado; 20 g de alcaparras; 20 g de azeitonas pretas fatiadas e caldo de camarão para regar. Preparo Tempere a tainha com sal e reserve. Em uma frigideira, prepare a farofa, refogando meia cebola e os dentes de alho na manteiga. Em seguida, acrescente os ovos e mexa , depois acrescente as alcaparras e azeitonas fatiadas e mexa novamente. Junte o camarão e a farinha de mandioca e mexa sem parar até formar a farofa. Acerte o sal. Coloque em todo interior da tainha a farofa e amarre com cordão de algodão. Coloque no forno e regue com caldo de camarão ou caldo de peixe várias vezes para mantê-la úmida durante o processo de cozimento. Sirva com arroz, batatas cozidas e brócolis. * Receita cedida pelo Restaurante Mar del Plata.

Tudo sobre: