EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

6 de Julho de 2020

Desafio 10 KM mostra bastidores da preparação para o 35º 10 KM Tribuna FM-Unilus

A ação tem um representante de cada veículo da empresa. O treinamento e as evoluções serão apresentados no programa Corpo em Ação, da TV Tribuna e em “pílulas” nas redes sociais do Grupo

Não basta organizar, tem de participar. E ativamente. Quatro profissionais do Grupo Tribuna correrão o 35º 10 KM Tribuna FM-Unilus cumprindo desafios pessoais na prova no dia 17 de maio, em Santos. Batizada de "Desafio 10 KM", a ação tem um representante de cada veículo da empresa e mostra os bastidores da preparação para a prova. O treinamento e as evoluções serão apresentados no programa Corpo em Ação, da TV Tribuna, e em “pílulas” nas redes sociais do Grupo.

A ideia do Desafio surgiu do diretor-presidente de A Tribuna, Marcos Clemente Santini, experiente corredor, com muitas maratonas na bagagem, como forma de homenagear Toninho, conhecido como Motorista Feliz, que há 26 anos acompanha a prova. A partir daí, a iniciativa cresceu e também foram chamados o gerente de webjornalismo do Grupo Tribuna, Alexandre Lopes, a repórter de Cidades de A Tribuna, Tatiane Calixto e a conhecida repórter de esportes e apresentadora, Vanessa Faro.

O Centro Universitário Lusíada (Unilus) abraçou o projeto e os quatro treinam na Academia da instituição, que também fornece profissionais gabaritados para acompanhar toda a preparação, como cardiologista, nutricionista e personal trainer.

“Cada um tem sua meta, até porque são quatro pessoas com preparações diferentes. Eu já corri umas três vezes essa prova, mas nunca para fazer um bom tempo. Nas duas últimas vezes foi fazendo reportagem, então corria, andava, parava para entrevistas”, conta Vanessa, que sempre está ativa no esporte e hoje pratica canoagem havaiana, o que facilita seu condicionamento.

Apaixonada por desafios e sempre convivendo com o esporte, a jornalista ficou animada. “Sempre gosto de participar de alguma prova diferente para mostrar no Corpo em Ação e, quem sabe, inspirar mais pessoas a praticarem esporte”, diz.

“Espero completar a prova correndo durante todo o percurso. Não vou correr como jornalista entrevistando as pessoas ou vendo o que rende uma história. Dessa vez eu e meus três amigos vamos ser a história (risos)”, anuncia. “Vou fazer 50 anos em abril e acho importante mostrar que nunca é tarde para se desafiar e idade está na cabeça”, destaca a jornalista que está há 24 anos na TV Tribuna.

"Acho importante mostrar que nunca é tarde para se desafiar", disse Vanessa Faro (Foto: Divulgação)

Ex-sedentário

O homenageado do Desafio acaba de completar 30 anos de casa. Ele é responsável pelo “carro madrinha” na corrida, vindo sempre à frente do líder. Antes totalmente sedentário, comemora as evoluções nos treinos e até mesmo nos hábitos alimentares. “Fiquei mega feliz em receber esse convite, ainda mais vindo do Marcos Santini. Estou ansioso e não vejo a hora de chegar o grande dia”, fala Toninho.

“Desafio é comigo mesmo. Se eu conseguir chegar já é uma grande vitória na minha vida”, reforça Toninho, que nos 26 anos de prova, guarda vários momentos na lembrança. “As largadas e chegadas são sempre emocionantes e tem as pessoas aplaudindo no percurso”, diz ele, que tem um hobby de fazer selfies com personalidades que acompanha no seu trabalho na rádio. “Tenho mais de mil fotos com famosos, inclusive com os campeões dos 10 KM”, relata.

“Desafio é comigo mesmo. Se eu conseguir chegar já é uma grande vitória na minha vida”, brincou Toninho (Foto: Divulgação)

Alexandre Lopes também comemora a participação e, dos quatro, é o que almeja chegar mais rápido, ainda mais agora com rotina de treinos. “Já corri os 10 KM, mas sem acompanhamento. Na primeira vez foi terrível. Saí correndo que nem um louco, me achando o queniano, passei o túnel e me senti mal. Decidi não continuar”, recorda. “A prova exige pelo menos um pouco de preparo. Mas não dá para sair correndo achando que vai fazer o melhor tempo da vida”, acrescenta.

“Desde que estou no Grupo participo, de uma forma ou de oura, da cobertura da corrida. No ano passado, fizemos a experiência da primeira transmissão ao vivo. Então são, com certeza, pelo menos umas dez edições acompanhadas de perto”, ressalta Alexandre, que trabalha no Grupo há 12 anos.

Ele conta que no primeiro momento ficou animado, depois preocupado, temendo não conseguir treinar. “Vai ser bem legal. Temos a responsabilidade de mostrar para as pessoas que corrida é uma coisa muito séria. Não dá para simplesmente calçar um tênis e sair correndo. Precisamos de treino, preparo, acompanhamento”, complementa Alexandre, com seu objetivo bem definido.

“Quero baixar meu tempo. A última vez que corri foi em 57 minutos. O que eu baixar disso, vai ser uma conquista. Estou treinando para isso”, revela o jornalista, citando seu melhor momento na corrida. “Sem dúvidas a primeira vez que completei. Fiz em mais de 1h10m, mas a sensação de cruzar a linha de chegada é fantástica. É uma energia indescritível. De todas as corridas que já participei é a mais legal sem sombra de dúvidas”, garante.

Alexandre Lopes busca baixar marca de 57 minutos, conquistada na última vez em que participou da prova (Foto: Divulgação)

Rotina

Para Tatiane, a meta também é concluir o percurso. Será a sua primeira corrida e ficou apreensiva ao ser convidada. “Eu fiz ginástica rítmica durante anos da minha vida até trocá-la pela maratona do jornalismo (risos). E, a partir daí, nunca consegui ter uma rotina legal de exercício físico. Nos últimos tempos, com trabalho, filha, estudo, a atividade física ficou relegada ao horário que dava. Eu já participei dos 10 KM só na cobertura para o jornal. Então, é tudo novo”, afirma. 

Mesmo antes da prova, ela já comemora uma vitória, de saber encontrar um tempo para cuidar do corpo. “Já sinto diferença na minha disposição para o dia a dia. Tenho muito mais energia”, fala Tati, que treina de quatro a cinco dias por semana, entre a Academia Unilus e caminhadas na praia e na Beira-Mar, no Casqueiro, onde mora. “Eu nunca corri. Não tenho ideia de como o meu corpo vai enfrentar 10 km. Por isso, pode parecer um grande clichê, mas eu quero mesmo é concluir a prova”, finaliza a jornalista que trabalhar na redação de A Tribuna há nove anos.

"Sinto diferença na minha disposição para o dia a dia. Tenho muito mais energia", comentou Tatiane Calixto (Foto: Divulgação)

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo site do 35º 10 KM Tribuna FM-Unilus. A taxa é de R$ 111,00, sendo que o titular do Clube do Assinante A Tribuna e os idosos (60 anos em diante) têm 50% de desconto. Quem escolher o Pelotão Premium, largando junto com a Elite A masculina, o valor é de R$ 398,00. Todos os inscritos ganham camiseta, sacochila e viseira na retirada do kit, além da medalha de participação, ao completar o percurso. Mais informações sobre o 35º 10 KM Tribuna FM-Unilus pelo e-mail trieventos@grupo-tribuna.com.

Tudo sobre: