Sasha retira ação contra o Santos e acerta com o Atlético-MG

Após acordo, Peixe mantém 50% dos direitos do jogador, que tentava a rescisão de contrato na Justiça

O atacante Eduardo Sasha não é mais jogador do Santos. Nesta segunda-feira (17), ele retirou a ação que movia na Justiça do Trabalho contra o clube, cobrando dívidas e pedindo rescisão unilateral, e obteve a liberação para ir jogar no Atlético-MG. O próprio clube da Vila Belmiro confirmou o acerto em comunicado oficial. 

“Com a devida negociação e garantia dos direitos econômicos do Santos FC, comunicamos que o atleta Eduardo Sasha acertou sua transferência para o Atlético Mineiro. Ele retirou a ação trabalhista que movia contra o clube e aceitou um acordo entre as duas partes”, anunciou o Santos. 

Para selar o acordo, segundo o que foi apurado pela Reportagem, o Atlético-MG se comprometeu a pagar 1,5 milhão de euros ao Santos (R$ 9,8 milhões) por 50% dos direitos econômicos de Sasha – o restante permanece com o Santos. Além disso, o Santos tem de pagar R$ 1 milhão a Sasha, que reclamava de falta do recolhimento do Fundo de Garantia sobre Tempo de Serviço (FGTS), desde novembro de 2019; não recebimento dos direitos de imagem, desde o começo deste ano, além da redução salarial de 70%, que  não teve aval do sindicato dos jogadores. 

Sasha foi comprado do Internacional por cerca de R$ 12 milhões. O Santos ainda precisa quitar essa dívida, que foi prorrogada até 2021 após a liberação de Yuri Alberto.

Tudo sobre: