EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

Sasha diz que teve 'vontade de dar um soco na cara' de Jorge por desentendimento no clássico

Sasha e Jorge se desentenderam durante o primeiro tempo do clássico entre Santos e São Paulo, na Vila Belmiro

O empate por 1 a 1 com o São Pauli deixou marcas no time do Santos. Ainda no primeiro tempo do clássico, o atacante Eduardo Sasha e o lateral-esquerdo Jorge discutiram em uma jogada ofensiva e o camisa 3 do Peixe desferiu um tapa no centroavante. Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (18), Sasha afirmou que a sua vontade era "dar um soco na cara dele".

Ainda de acordo com Sasha, Jorge chegou a pedir desculpas depois da partida. Porém, o atacante entende que a amizade e o respeito que existiam não existem mais. 

"Admito, fiquei realmente muito chateado por ser um cara que respeito muito as pessoas. Principalmente, meu companheiro. A minha vontade, na hora, foi dar um soco na cara dele, mas o profissionalismo falou mais alto. Se eu reagisse de cabeça quente, eu ia prejudicar a minha equipe. Depois do jogo ele acabou pedindo desculpa a mim e aos companheiros. Porém, o carinho e a admiração que eu tinha por ele acabaram naquele momento", revelou Sasha.

O desentedimento ocorreu por Sasha entender que Jorge teria que ter lhe passado a bola ao invés de finalizar em gol. 

"Se eu não me engano, estava sozinho e ele poderia ter efetuado o passe para mim. Acabei reclamando, mas ele acabou se excedendo no calor do jogo. Se eu tivesse a atitude de reagir no calor do jogo, todo o grupo seria prejudicado, porque o juiz expulsaria os dois. Com o tempo, aprendi a ter calma. E hoje vejo que foi a melhor coisa que fiz".

Apesar do atrito, o atacante garante que a inimizade entre ele e Jorge não trará problemas ao time no restante do Campeonato Brasileiro. 

"Não teremos problemas, até porque naquele momento consegui me controlar. Daqui pra frente, não vai mais acontecer este incômodo que aconteceu no jogo".
 

Tudo sobre: