EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

13 de Julho de 2020

Sasha destaca ritmo forte de avaliações físicas no Santos

Elenco realizou trabalhos em dois períodos nesta quinta-feira (23) no CT Rei Pelé

No terceiro dia de retomada gradual dos trabalhos, o Santos realizou, no período da manhã desta quinta-feira (25), exames de eletrocardiograma e exercícios físicos. À tarde, no gramado do CT Rei Pelé, os atletas acompanharam uma palestra sobre o novo coronavírus e fizeram avaliações físicas.

O reinício dos trabalhos, mesmo sem uma data para a volta das competições, tem agradado o atacante Eduardo Sasha.

Segundo ele, a intensidade das atividades tem feito o tempo voar. 

“Voltamos há três dias, mas parece que já passou uma semana, pois os testes estão sendo bem fortes. No começo do dia fizemos o eletrocardiograma, depois teste de salto unilateral e o isocinético. Já no período da tarde seguimos com os testes físicos no gramado, além da palestra com o infectologista, que foi bem produtiva e esclarecemos algumas dúvidas. Ainda falta uma semana para os treinos com bola, a saudade já está grande, mas o importante agora é todo mundo estar preparado para não sofrer com lesões quando os treinos começarem’’, disse o atleta ao site oficial do clube.

No Centro de Excelência em Prevenção e Recuperação de Atletas de Futebol (Cepraf), o elenco foi dividido em grupos com quatro jogadores no decorrer da programação da manhã. 

Ao fim, todos seguiram para as suas casas após os testes e regressaram para a atividade da tarde. 

“Estamos vivendo uma situação atípica, né? No início do ano, os atletas chegam no clube após 30 dias de férias. Agora eles ficaram longe por três meses. Mesmo com toda a programação de treino em casa, sabemos que não é a mesma coisa que a atividade aqui no CT. Essas avaliações iniciais servem para sabermos se o jogador está com algum deficit de força, e com esses dados em mãos podemos elaborar o tipo de atividade que ele realizará na academia e no campo’’, explicou o fisioterapeuta do clube, Avelino Buongermino.

Palestra

Apesar de todas as informações já compartilhadas sobre o novo coronavírus, o Santos convidou o médico infectologista e diretor técnico do hospital Emílio Ribas, de Guarujá, Gustavo Pasquarelli, para ministrar uma palestra para os jogadores sobre a doença. 

‘’A conversa serviu mais para dar um apanhado geral sobre a doença aos atletas, explicando todos os detalhes da transmissão da covid-19 e tudo que é possível fazer para evitá-la. Eles vivem de um esporte que tem muito contato, então os cuidados precisam ser redobrados. Os atletas perguntaram muitas coisas sobre o dia a dia, o que fazer quando chegar em casa, se é necessário deixar os tênis na porta da residência, etc. A ideia foi ter um bate-papo com eles e acabou sendo muito produtivo”, explicou Gustavo.

Tudo sobre: