Santos terá Marinho e muitas mudanças na equipe na despedida do Brasileiro

Camisa 11 briga pelo prêmio de maior goleador da competição. Garotada será a base do time que enfrenta o Bahia na quinta-feira (25)

O argentino Ariel Holan já foi anunciado como técnico do Santos, porém Marcelo Fernandes é quem vai comandar o time santista contra o Bahia, nesta quinta-feira (25), às 21h30, em jogo válido pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Já classificado para a disputa da pré-Libertadores, o Peixe terá um time repleto de jogadores da base em Salvador.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Marcelo Fernandes não poderá contar com Pará, Luan Peres, Felipe Jonatan, Alison, Soteldo e Lucas Braga. Todos entraram em recesso e só voltam no dia 3 de março. Além disso, em decorrência de lesões, Laércio, Jobson e Kaio Jorge seguem fora do time. Quem também se machucou foi o lateral-direito Madson, que no duelo contra o Fluminense fraturou duas costelas e teve um pneumotórax pequeno.

Goleiro não será problema para o confronto, pois todos estão aptos. Nas laterais, chances grandes de Fernando Pileggi e Wellingtom Tim começarem como titulares. A zaga terá a "briga" entre Luiz Felipe, Alex e Wagner Palha, com um ficando no banco.

Mesmo sem Alison, a volância não será problema. O time tem Vinicius Balieiro, Sandry e Guilherme Nunes. Para atuar mais à frente, Jean Mota, Lucas Lourenço e Ivonei disputam posição. 

No ataque, Marinho segue firme na briga pela artilharia do Brasileiro e vai querer entrar em campo. O camisa 11 do Peixe tem 17 gols, ao lado de Thiago Galhardo (Internacional), Claudinho (Bragantino) e Luciano (São Paulo). Ao lado de Marinho, o Santos poderá contar com Arthur Gomes, Ângelo, Tailson, Renyer, Bruno Marques e Marcos Leonardo. Agora, cabe ao treinador interino mostrar o valor da molecada para Ariel Holan, conhecido por valorizar talentos da base.

Tudo sobre: