Logo A Tribuna

Santos deve R$ 15 milhões a sete treinadores que passaram pelo clube nos últimos anos

Oswaldo de Oliveira, Enderson, Samapoli até Jesualdo. À procura de um novo técnico, clube tem pendência com ex-técnicos com passagens pelo Peixe

Por: Bruno Lima & Sandro Thadeu &  -  15/02/21  -  18:55
Oswaldo, Sampaoli, Jesualdo.. ex-treinadores do Peixe ainda tem a receber do clube
Oswaldo, Sampaoli, Jesualdo.. ex-treinadores do Peixe ainda tem a receber do clube   Foto: Divulgação/Santos FC

O Santos segue de olho no mercado à procura do nome ideal para substituir Cuca no comando técnico do time. E as pesquisas e entrevistas têm sido cautelosas, porque a diretoria não quer interromper o trabalho no meio e assim prejudicar o desempenho da equipe e os cofres do clube. Atualmente, o Peixe deve aproximadamente R$ 15 milhões para sete treinadores demitidos nos últimos sete anos.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


A lista é longa e envolve técnicos desligados do Santos a partir de 2014, como Oswaldo de Oliveira. O treinador, sem clube desde 2019, quando foi demitido do Fluminense, fez um acordo com o Peixe no ano passado, mas essa pendência ainda não foi quitada.


Contratado em setembro de 2014 para o lugar de Oswaldo de Oliveira, Enderson Moreira permaneceu na Vila Belmiro por apenas seis meses e, sem receber aquilo que constava no contrato, procurou a Justiça.


Após a saída de Enderson, o Santos efetivou Marcelo Fernandes no cargo e conquistou o Campeonato Paulista de 2015. A experiência, no entanto, perdurou até julho, quando Fernandes foi substituído por Dorival Júnior.


Dorival comandou a equipe por quase dois anos, sendo demitido em junho de 2017. O treinador deixou o clube e ainda tem vencimentos para receber.


Para o lugar de Dorival o escolhido foi Levir Culpi, que lá permaneceu por apenas três meses e, assim como os antecessores, precisou recorrer à Justiça para receber o que lhe é devido.


De 2018 a 2020


Atual treinador do Santos, Cuca também tem questões financeiras para receber do clube referente a sua passagem pela Vila Belmiro em 2018.


Jorge Sampaoli engrossa a lista. O técnico argentino assinou contrato de dois anos com o Alvinegro, mas o ciclo foi encerrado no final do primeiro ano de vínculo. O treinador alega que foi demitido, enquanto o Santos, sob o comando do ex-presidente José Carlos Peres, alega que Sampaoli se demitiu.


Um processo corre na Justiça do Trabalho, mas, em decisão de primeira instância, o Santos foi condenado a pagar R$ 5 milhões.


Jesualdo Ferreira fecha essa lista. O treinador português chegou ao Brasil em janeiro de 2020, mas foi embora em agosto, depois do Santos ser eliminado do Campeonato Paulista para a Ponte Preta. O lusitano também deixou o clube sem receber o que fora combinado e cobra os pagamentos faltantes.


Logo A Tribuna