EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

20 de Abril de 2019

Santos é dono do melhor ataque do futebol brasileiro em 2019

O time da Vila Belmiro tem média de 2,8 gols por jogo e números são bem superiores aos de 2018

A sonora goleada de 7 a 1 aplicada sobre o Altos, do Piauí, na última quarta-feira (6), em Teresina (PI) pela primeira fase da Copa do Brasil, fez o Santos de Jorge Sampaoli atingir a marca de 20 gols na temporada e se transformar na equipe com o melhor ataque do futebol brasileiro até o momento. O Grêmio, com 15 gols, é quem mais se aproxima dos santistas. 

O expressivo número foi construído em apenas em apenas sete partidas - considerando o amistoso contra o Corinthians, em Itaquera -, o que representa uma média de 2,8 gols por jogo. 

Para se  ter uma ideia do poderio ofensivo do Santos, A Tribuna On-line fez uma comparação com os números do time na temporada passada. Comandado pelo técnico Jair Ventura, o Alvinegro, em 2018, precisou de 18 partidas para atingir essa marca - média de 1,1 gol por jogo.

Eliminado na semifinal do Estadual pelo Palmeiras, nos pênaltis, em 27 de março, a equipe se despediu da competição com 19 gols marcados. O 20º tento só saiu em abril, na vitória sobre o Estudiantes, da Argentina, pela terceira rodada da  Libertadores. 

Nas sete primeiras partidas disputadas no ano passado, o Santos tinha balançado as redes adversárias apenas nove vezes. Menos da metade do número de gols que o Peixe tem atualmente. 

Artilheiros

Um outro ponto que chama a atenção na equipe de Sampaoli nesses sete primeiros compromissos é o número de jogadores que já marcaram gols. Ao todo, oito atletas já deixaram a sua marca em 2019. 
Jean Mota, Derlis González e Carlos Sánchez têm 4 gols; Soteldo e Luiz Felipe têm 2; Copete, Alison e Diego Pituca têm 1 (o gol de empate no amistoso contra o Corinthians foi contra, marcado pelo zagueiro Pedro Henrique).

Numa comparação com as sete primeiras partidas de 2018, a quantidade de jogadores que balançaram as redes adversárias cai para cinco. Na época, o artilheiro do Peixe era Gabriel, com 3 gols, seguido de perto por Rodrygo e Eduardo Sasha, com 2 gols cada, e mais atrás, vinham Renato e o zagueiro Lucas Veríssimo, com 1 gol cada.