EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

24 de Junho de 2019

'Quando se perde jogos que não se pode perder, essa é a reação', diz Aguilar sobre protestos

O colombiano entende a manifestação da torcida do Santos após as eliminações da equipe na temporada

Apesar da chateação do técnico Jorge Sampaoli com os protestos feitos pela torcida do Santos, antes e após da vitória por 3 a 1, domingo (9), contra o Atlético-MG, na Vila Belmiro, as manifestações não surpreenderam o zagueiro Felipe Aguilar. 

Em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira (10), o defensor entendeu o posicionamento dos torcedores. Principalmente por tudo que vivenciou no Atlético Nacional, da Colômbia.

"Não me surpreendeu. Joguei no maior clube da Colômbia. Quando se perde partidas que não se pode perder, essa é a reação. Quando não se consegue o resultado, a torcida é exigente e está na razão dela. São fatores de jogo. Queremos seguir firmes na única competição que temos a partir de agora", disse o colombiano. 

E uma das exigência da torcida que compareceu à Vila Belmiro foi a vitória no clássico desta quarta-feira (12), às 21h30, contra o Corinthians. A cobrança, no entanto, não aumenta a responsabilidade do Peixe. De acordo com Aguilar, o elenco sabe a importância que o duelo contra o arquirrival tem. 

“Os clássicos são partidas especiais. Já enfrentamos o Corinthians três vezes (no ano). São jogos disputados com intensidade. Mas somos conscientes da importância. O nosso objetivo é somar três pontos em casa", disse o atleta.