EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

17 de Janeiro de 2020

No adeus de Cuca, Santos perde para Sport, que acaba rebaixado

Triunfo pernambucano por 2 a 1 não salvou time do Z-4 por causa da vitória da Chapecoense e empate do Vasco

Na despedida de Cuca, o Santos foi derrotado pelo Sport por 2 a 1, neste domingo (2), na Ilha do Retiro, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. O gols da vitória pernambucana foram marcados por Rogério, aos 38 minutos e Hernane, aos 46 do segundo tempo. Rodrygo, de falta, descontou para o Peixe, aos 48 minutos do segundo tempo.

Mesmo com o resultado, o Leão, que chegou aos 42 pontos, não conseguiu escapar do rebaixamento, acabando na 17ª posição. O Alvinegro termina o Brasileirão na 10ª colocação, com 50 pontos.

Sem emoções

Sem pressão pelo resultado, o Santos começou a partida com mais posse de bola e controlando as ações, mesmo com vários desfalques. Na zona de rebaixamento, o Sport pouco conseguia criar e tentava congestionar a área no campo defensivo para recuperar a bola e tentar acionar um ataque rápido com a dupla Mateus Gonçalves e Matheus Peixoto. O primeiro tempo foi marcado pelas poucas oportunidades de gol.

O Alvinegro, já sem opções no meio como Alison, Carlos Sánchez e Bryan Ruiz, teve uma baixa no setor aos 20 minutos. Guilherme Nunes, que já havia sido substituído contra o América-MG aos 9 minutos por dores no quadril, sentiu um incômodo e pediu para sair. Yuri entrou em seu lugar.

O primeiro lance de perigo veio aos 22 minutos. Rodrygo desceu pela esquerda, invadiu a área, foi à linha de fundo e cruzou. A bola caiu nos pés de Jean Mota, que chutou, mas Maílson saiu bem do gol e fez a defesa.

O Leão não conseguia furar a defesa santista. As principais jogadas nasciam dos pés de Mateus Gonçalves, que tentava impor velocidade aos ataques pernambucanos. Mesmo assim, a equipe insistia em muitos cruzamentos e lançamentos, ambos sem efeito.

O Santos ainda teve uma nova oportunidade de abrir o placar, aos 43, e novamente com a dupla Rodrygo e Jean Mota. O camisa 9 tocou para o meia, que soltou a bomba, de fora da área. A bola saiu à direita do gol do Sport. 

Rogério e Hernane marcam, mas Sport não se salva

Descontente com o desempenho do Sport no primeiro tempo, Milton Mendes sacou Neto Moura e Matheus Peixoto para as entradas de Rogério e Hernane. Com as alterações, os pernambucanos passaram a ter mais presença ofensiva e ameaçar a meta santista.

Aos 9, Gabriel lançou Mateus Gonçalves, que invadiu a área e bateu cruzado. Vanderlei fez firme defesa. Na origem da jogada, Felipe Bastos sentiu lesão após dividida e pediu para ser substituído. Milton Mendes, então, queimou a última alteração e colocou Marlone em campo.

O Santos tentou responder aos 16. Rodrygo acionou Copete, o lateral cruzou para trás e a bola caiu nos pés de Felippe Cardoso. O atacante rolou para Jean Mota que chegou batendo na bola. A zaga do Leão chegou travando e desviou o chute antes da defesa de Maílson.

Precisando da vitória para ainda sonhar em fugir do rebaixamento, o Sport tentava pressionar o Peixe. Aos 27, Rogério recebeu bola na área e chutou cruzado. Vanderlei fez boa defesa e espalmou. Na sequência, Cuca sacou Jean Mota para promover a estreia do jovem Lucas Lourenço entre os profissionais.

Aos 36, Marlone fez boa jogada pela esquerda, se livrou da marcação e tocou para Hernane. O atacante rolou para Rogério que, da entrada da área, tentou encobrir Vanderlei. A bola passou, com perigo, por cima do gol. Mas o primeiro gol do Leão saiu dois minutos depois, e com o mesmo Rogério. Mateus Gonçalves entrou na área, cruzou e o camisa 90 acertou um belo chute para abrir o placar.

Atrás no marcador, Cuca ainda promoveu a entrada da Eduardo Sasha no lugar de Diego Pituca, para deixar o time mais ofensivo, em busca do gol de empate. Mesmo assim, quem marcou de novo foi o Sport. Aos 46, em cobrança de falta de Marlone, Hernane apareceu sozinho, dentro da pequena área, para cabecear e vencer Vanderlei.

O Santos ainda descontou, aos 48, no último lance de jogo. Rodrygo bateu falta, a bola explodiu no travessão, nas costas de Maílson e caiu dentro do gol. 

Ficha técnica: 

Sport - Maílson; Andrigo, Ernando, Adryelson e Raul Prata; Marcão Silva, Fellipe Bastos, Neto Moura (Rogério) e Gabriel; Mateus Gonçalves e Matheus Peixoto (Hernane). Técnico: Milton Mendes.

Santos - Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Copete; Guilherme Nunes (Yuri), Diego Pituca (Eduardo Sasha) e Jean Mota (Lucas Lourenço); Arthur Gomes, Felippe Cardoso e Rodrygo. Técnico: Cuca.

Gols - Rogério, aos 38 minutos e Hernane aos 46 do segundo tempo (Sport); Rodrygo, aos 48 minutos do segundo tempo (Santos).

Cartões amarelos - Adryelson, Andrigo e Rogério (Sport); Yuri (Santos).

Árbitro - Anderson Daronco (Fifa-RS).

Tudo sobre: