EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

Marinho desaba em lágrimas após comentarista ter dito para ele 'voltar para a senzala'; assista

Episódio de racismo fez atacante do Santos gravar um vídeo chorando: 'Quando você passa na pele, você sofre'

Marinho, atacante do Santos, gravou vídeos em seu Instagram, chorando, após ter sido vítima de racismo por parte de um comentarista esportivo, que o mandou "voltar para a senzala" durante a transmissão do jogo contra a Ponte Preta, nesta quinta-feira (30), válido pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O jogador foi expulso do duelo em que resultou na elminação do Santos no Paulistão.

"É de sentir, de saber na pele. É por isso que eu falo que toda vez eu defendo a bandeira, porque você passa na pele isso. E quando você passa, você sofre", desabafou Marinho, aos prantos.

"Eu to aqui com a roupa do clube ainda, porque fui dormir às sete da manhã, acordei às nove e fui fazer tratamento no clube. Todos os funcionários do clube sabem que eu to lá desde segunda-feira, indo em dois períodos, fora à noite, que eu faço em casa tratamento para poder ter jogado e poder ter ajudado. Infelizmente, com uma atitude infantil, acabei prejudicando os meus companheiros, comissão técnica. Já pedi perdão publicamente. Mas hoje aqui é totalmente falar o que aconteceu. Quando acontece com a gente, a gente sente mais. Por isso que eu brigo pela causa. Quando a gente passa na pele, é horrível", complementou.

Nas redes sociais, torcedores demonstratam apoio ao atacante depois do episódio de racismo que sofreu. Até o momento, o Santos não se posicionou a respeito do comentário racista contra o camisa 11.

Em seu Instagram, Fabio Benedetti, o autor do comentário de teor racista, se desculpou pelo ocorrido:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Olá pessoal, Venho através deste vídeo pedir minhas sinceras desculpas pelo comentário infeliz que fiz ontem referente ao jogador Marinho, na transmissão do jogo do Santos contra a Ponte. Quero reforçar que sou e sempre fui totalmente contrário à qualquer tipo de discriminação e lamento muito pelo ocorrido , em momento algum tive a intenção de ofender ninguém. Por isso, quero aproveitar essa infeliz situação que provoquei como oportunidade de aprendizado. Peço minhas sinceras desculpas pelo comentário proferido e estou completamente arrependido por ele. Nas próximas semanas estarei cedendo meu lugar de fala em minhas redes sociais para promover a discussão sobre assunto tão necessário e urgente na sociedade e no esporte. Já entrei em contato com o Marinho para me desculpar e gostaria de tornar público o meu arrependimento. Mais uma vez quero pedir desculpas ao Marinho e a todos que se sentiram ofendidos pelo meu comentário infeliz! Obrigado

Uma publicação compartilhada por Fabio Benedetti (@chefbenedetti) em

Tudo sobre: