João Paulo confessa nervosismo, mas diz ter realizado sonho ao defender o Santos na Libertadores

Revelado na base do clube, ele é o 14º goleiro a defender o Peixe na principal competição do continente

A terceira vitória na Libertadores, na noite desta terça-feira (15), diante de Olimpia, na Vila Belmiro, não veio, mas o empate por 0 a 0 foi marcante para um jogador do Santos: João Paulo. Promovido recentemente à condição de titular, o goleiro deixou a partida com a sensação de sonho realizado. 

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

"Fico muito feliz pela oportunidade de defender a camisa pesada do Santos em uma Libertadores da América. Eu sonhava no começo do ano, mas sabia que era difícil. Só joga um goleiro. E isso me motivava mais para buscar uma oportunidade", disse ele em entrevista coletiva. 

A primeira vez na principal competição do continente e na meta de um dos clubes mais tradicionais da competição mexeu com o goleiro no início da partida e, segundo ele, ao longo de todo o dia. 

"No comecinho eu estava um pouco ansioso, confesso. Fiquei ansioso ao longo do dia para estrear. Se não me engano, sou o 14º goleiro a vestir camisa do Santos em Libertadores. É uma honra enorme. Uma competição tão importante. Fui me acalmando e pude mostrar meu trabalho quando exigido", acrescentou João Paulo. 

"Campeonato diferente, muito mais pegada. Se é no Campeonato Brasileiro, várias faltas o juiz daria. Campeonato de pegada, nem sempre quem joga melhor vence. Mas estamos preparados", finalizou.

Tudo sobre: