Holan lamenta mais um gol sofrido pelo Santos, mas destaca méritos da equipe

Na atual temporada, o Alvinegro sofreu pelo menos um gol em todos os compromissos

Apesar da vitória do Santos por 3 a 1 sobre o San Lorenzo, na noite desta terça-feira (6), em Buenos Aires, o técnico Ariel Holan lamentou o fato de a equipe ter sofrido mais um gol na temporada. Até o momento, o Alvinegro foi vazado pelo menos uma vez em todos os sete jogos válidos pelas competições de 2021. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Mesmo com o ponto negativo, o treinador argentino não deixou de reconhecer a capacidade da equipe de suportar a pressão dos argentinos nos minutos finais e ter o equilíbirio de chegar ao terceiro gol num rápido contra-ataque. 

"O lance do gol do San Lorenzo foi uma jogada estranha, porque Felipe Jonatan sentia um incômodo na perna. Pensamos que ele tinha parado para fazer a troca, mas naquele momento o árbitro pediu o jogo rápido e estávamos parados. Foi uma pena porque o time estava jogando bem. Nos últimos minutos, o San Lorenzo tratou de jogar ofensivamente. Com isso, tivemos chances de contra-ataques. Tivemos a sorte e a felicidade de conseguir o terceiro gol".

Holan também fez questão de parabenizar a postura dos seus comandados e saudar o meio-campista Sandry, de apenas 18 anos, que no treinamento da última sexta-feira (2) rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito. 

"Eu valorizo muito que o time quis jogar, mesmo com a pressão do San Lorenzo, isso é importante para mim. Temos que seguir jogando desta maneira e seguir melhorando. Um abraço a Sandry, que não jogou e teve essa infelicidade da lesão. Mando um forte abraço a ele".

Tudo sobre: