EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

26 de Março de 2019

Fora de casa, Santos não sai do zero contra o River Plate pela Sul-Americana

Pela primeira vez na temporada, time de Jorge Sampaoli empata e também não balança as redes. Jogo da volta será no dia 26 de fevereiro, às 19h15, no Pacaembu

O Santos não saiu de um empate sem gols diante do River Plate (URU) na estreia da Copa Sul-Americana. Em partida realizada na noite desta terça-feira (12) no Estádio Luis Franzini, em Montevidéu, o Peixe fez um primeiro tempo razoável, enquanto que poderia ter inaugurado o marcador em algumas oportunidades. Orinho, que ganhou chance novamente entre os titulares, foi expulso e, a partir daí, o Santos segurou o resultado para a partida da volta. Foi a primeira vez na temporada que o time de Jorge Sampaoli empatou na temporada e também a primeira vez em que não balançou as redes.

O jogo da volta será no dia 26 de fevereiro, às 19h15, no Estádio do Pacaembu. A partida terá portões fechados por conta da punição da Conmebol ao Santos por conta de atos de vandalismo de parte da torcida do Peixe na partida contra o Estudiantes, também no Pacaembu, pela Libertadores no ano passado. Na próxima segunda-feira (19), no entanto, o Peixe volta suas atenções para o Campeonato Paulista. Ás 20h, o Santos recebe o Guarani, no Pacaembu.

Primeiro tempo do Santos foi bastante razoável. Se por um lado o time não criou oportunidades claras de abrir o placar, por outro lado o sistema defensivo não se viu ameaçado pelo time uruguaio. No entanto, o Santos assutou aos 13 minutos. Derlis González recebeu passe dentro da área, tentou finalizar, mas foi bloqueado. No rebote, Copete finalizou para o gol sem goleiro, mas não contava com o zagueiro Iván Silva que defendeu com a cabeça em cima da linha.

Na segunda etapa, o Santos melhorou seu futebol, tanto que teve chances de fazer nem que seja um gol. Logo de cara, aos quatro minutos, Derlis cruzou e Copete cabeceou para as redes, mas, infelizmente, o colombiano nem teve tempo de comemorar já havia sido assinalado impedimento no lance. Na lateral de campo, Jorge Sampaoli gesticulou muito com o quarto árbitro e o assistente que marcou a irregularidade.

Pouco tempo depois, aos 12, Gastón Olveira, goleiro do River, protagonizou um dos melhores momentos do jogo. Primeiro, ele defendeu parcialmente o chute de fora da área de Derlis González. Na sequência, interviu tentativa de Sánchez, já dentro da área. Na sobra, o chute de Diego Pituca foi desviado. O jogo estava sob comando do Santos, até que Orinho recebeu cartão vermelho, aos 21. Lateral-esquerdo ficará de fora do jogo da volta.

Com um a menos, o Santos começou a ser ameaçado pelos mandantes. Tanto que logo após a expulsão, aos 24 minutos, Vanderlei salvou o Peixe ao defender o chute de Mauro Da Luz. Atacante do River recebeu lançamento em velocidade, invadiu a área e só não balançou as redes por causa do goleiro santista.

Na segunda metade da etapa final, o River teve mais posse de bola, mas pouco assustou. Já o Santos, com a perda de um jogador, não teve jogadas de ataque com frequência e, agora, decidirá a classificação jogando no Pacaembu.

Santos recebe o River no dia 26 de fevereiro, às 19h15, no Pacaembu (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Ficha técnica

River Plate 0 x 0 Santos

Local - Estádio Luis Franzini, em Montevidéu (URU).

Cartões amarelos - Leyes e Derlis González.

Cartão vermelho - Orinho.

River Plate (URU) - Gastón Olveira; Claudio Herrera, Iván Silva, Agustín Ale e Luis Oliveira; Sebastián Piriz, Calzada, Ospitaleche e Juan Plada; Mauro Da Luz e Juan Oliveira (Gabriel Leyes). Técnico: Jorge Giordano.

Santos - Vanderlei; Victor Ferraz, Felipe Aguilar, Gustavo Henrique e Orinho; Alison, Diego Pituca (Yuri), Carlos Sánchez e Jean Mota (Matheus Ribeiro); Copete (Soteldo) e Derlis González. Técnico: Jorge Sampaoli.