Família de argentinos se hospeda no mesmo hotel do Boca Juniors para torcer pelo time

Argentinos enfrentam o Santos, nesta quarta-feira (13), pela Copa Libertadores da América

A paixão pelo Boca Juniors trouxe uma família argentina, que mora há dez anos no Brasil, a Santos para acompanhar a  estadia da delegação na Cidade. Empresários em Curitiba, Ariel Leites, de 51 anos, e a mulher Pamela Leites, de 39, aproveitaram uma reunião de negócios e vieram a Santos com os filhos Ariel Júnior e Nayhara de 9 e 6 anos, respectivamente, para apoiar a equipe xeneize.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

“Não poderemos entrar na Vila Belmiro, mas decidimos nos hospedar no mesmo hotel do Boca para acompanhar e incentivar os jogadores”, disse Ariel pai. 

Por morar há uma década no Brasil, ele acompanha regularmente o futebol brasileiro e conhece bem o time do Santos.

“Pelo que assisto do Campeonato Brasileiro, acho o time do Boca mais forte do que o Santos. Estou confiante na classificação à final. Mas a Libertadores entrou em uma fase que não existem favoritos. Um exemplo foi Palmeiras e River Plate. O Palmeiras não é tão superior ao River para fazer 3 a 0. Acho que Santos x Boca será uma partida muito dura para as duas equipes. São dois clubes com camisas muito pesadas”, acrescenta.

A preocupação com o time da Vila Belmiro é tanta que Ariel acredita na conquista do título em caso de classificação nesta quarta-feira (13).

“Confesso que tenho mais receio do Santos do que do Palmeiras. Acho que se passarmos, estaremos muito perto da sétima conquista da Libertadores”. 

Caso avance à final, que será disputada no próximo dia 30, no  Maracanã, Ariel vai repetir o roteiro feito em Santos. “Vou ao Rio de Janeiro e ficar no mesmo hotel que eles mais uma vez para passar energias positivas”.

Filhos de Ariel conseguiram uma foto com Carlos Tévez, um dos ídolos do time (Foto: Arquivo pessoal/Ariel Leites)
Tudo sobre: