EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

3 de Julho de 2020

Dirigente do Santos e cartolas de outros clubes pedem apoio de Bolsonaro em briga com a Turner

Representantes de Palmeiras, Athletico-PR, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza e Internacional estiveram em Brasília

Representantes de Santos, Palmeiras, Athletico-PR, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza e Internacional estiveram reunidos, nesta terça-feira (30), com o presidente Jair Bolsonaro em Brasília para pedir apoio no embate jurídico com a Turner, do Grupo AT&T (Esporte Interativo), dos Estados Unidos, que assinou contrato com esses clubes para compra de direitos de transmissão de jogos, mas agora quer a rescisão do acordo sem o pagamento de multa indenizatória. 

Além disso, os clubes aproveitaram a oportunidade para demonstrar apoio a Bolsonaro no que diz respeito à Medida Provisória (MP) nº 984/2000, que prevê, entre outras coisas, que o clube mandante venda direitos de transmissão dos jogos, possibilitando novas fontes de receita e abertura de mercado. 

O time da Vila Belmiro foi representado por Matheus Rodrigues, membro do Comitê Gestor. Após o encontro, o dirigente confirmou a motivação da reunião com Bolsonaro. 

"A gente veio pedir o apoio do presidente pela MP, porque somos a favor de ter mais players, mais concorrência na divulgação da transmissão", disse o dirigente santista. "Viemos pedir também para que ele nos ajude a contornar, de alguma forma, para não perdermos esse contrato (com a Turner). Nós abrimos mão da Globo para fechar com algo novo, que poderia ser uma coisa boa, e que hoje fechou as portas para nós e quer um contrato rescindido sem indenização", acrescentou o representante alvinegro.  

O encontro durou aproximadamente duas horas e os representantes almoçaram com o presidente da República.

Tudo sobre: