De olho na próxima fase, Santos encara o Delfín pela Copa Libertadores

Partida será disputada nesta quinta-feira (24), às 23 horas (de Brasília), no Equador

O Santos encara o Delfín, do Equador, a partir das 23 horas (de Brasília) desta quinta-feira (24), pela 4ª rodada do Grupo G da Copa Libertadores, sonhando em vencer para encaminhar a classificação às oitavas de final da competição sul-americana.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

Com a vitória do Defensa y Justicia sobre o Olimpia, por 2 a 1, o Peixe ficou sem possibilidade matemática de se garantir na próxima fase do torneio. Ainda assim, o pensamento é vencer ou vencer no Estádio Jocay, em Manta.

A equipe santista realizou na tarde desta quarta (23), no Complexo Esportivo Elegole, o último treino antes do confronto com os equatorianos. Mesmo com a viagem desgastante, o técnico Cuca optou por comandar um trabalho técnico em campo, dando mostras de um provável time titular para o duelo. 

Ele deve manter a base que empatou com o Botafogo em 0 a 0, no último domingo, pelo Campeonato Brasileiro. A única mudança é a entrada do atacante Soteldo no lugar de Jean Mota. O venezuelano não atuou contra os cariocas, pois estava suspenso por conta do terceiro cartão amarelo. 

Como a equipe não treinou na terça-feira no Rio de Janeiro, em decorrência das fortes chuvas em terras cariocas, Cuca aproveitou o trabalho de ontem para observar seus atletas e realizou um treino intenso e mais longo que o esperado.

Baixas

O volante Alison, o goleiro Vladimir e o zagueiro Luís Felipe seguem realizando tratamento médico no CT Rei Pelé e desfalcam o time santista. 

Alison chegou a ser dúvida para o jogo, mas ainda se recupera de uma canelite e não viajou com o elenco.

Classificação

Líder do Grupo G, com 7 pontos, o Santos mira a vitória nesta noite para ficar em situação confortável na chave. Se ganhar, a equipe chegará aos 10 pontos e abrirá quatro de vantagem para o Defensa y Justicia, da Argentina, e cinco para o Olimpia, do Paraguai. 

Após o compromisso, restarão mais seis pontos em disputa. O próximo desafio alvinegro será no dia 1º de outubro, diante do Olimpia, fora de casa. Os paraguaios jogarão todas as fichas para seguir em busca da classificação e torcendo para o Delfín vencer o Defensa y Justicia, no Equador, na mesma data. 

O time da Vila Belmiro encerrará a sua participação na fase de grupos em casa contra os argentinos, no próximo dia 20, enquanto o Olimpia receberá o Delfín em Assunção.

O técnico Cuca sonha com a classificação já diante do Olimpia para que possa realizar um rodízio na equipe em razão da maratona que o Peixe enfrenta em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro e também pela principal competição do continente.

Delfín
Coroso (Banguera); González, Luís Canga, Rodriguez e Nazareno; Charles Velez, João Ortis, Benitez e Corzo; Carlos Garces e Valencia. Técnico: Miguel Angel Zazhu.

Santos
João Paulo; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres e Felipe Jonathan; Diego Pituca, Carlos Sanchez e Arthur Gomes; Soteldo, Marinho e Raniel. Técnico: Cuca.

Árbitro: Kevin Ortega (Peru). Local: Estádio Jocay, em Manta, no Equador, quinta-feira, às 23 horas. Transmissão do Facebook.

Tudo sobre: