EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

11 de Dezembro de 2019

Cuca encerra passagem no Santos: 'Desejo toda sorte a quem vier'

Técnico comando o Peixe pela última vez nesta segunda passagem na derrota para o Sport

A derrota para o Sport por 2 a 1, neste domingo (2), marcou o fim da segunda passagem do técnico Cuca pelo Santos. O treinador veio com a missão de afastar o perigo do rebaixamento, chegou a sonhar com a classificação para a Copa Libertadores da América de 2019 mas, com a queda de rendimento do elenco, encerrou o Campeonaot Brasileiro na 10ª colocação, com 50 pontos.

O agora ex-comandante santista avaliou a passagem como positiva. "Um trabalho bom e desejo toda sorte a quem vier no meu lugar", disse Cuca, que destacou que o clube se livrou do risco de cair com, pelo menos, seis rodadas de antecedência, sem passar pela situação que enfrentaram Fluminense, Vasco da Gama, Chapecoense, América-MG e Sport.

Sobre o duelo, o técnico analisou que o Peixe controlou as ações, principalmente no primeiro tempo, e que o resultado mais justo seria um empate.

"No primeiro tempo foram seis conclusões a uma para nós. Mas perdemos a chance de fazer o gol, que deixaria o adversário muito mais tenso. E sabe como é jogo... Uma bola, torcida pressionando. E aconteceu aos 40, uma bola pela nossa lateral, demoramos para fazer a cobertura e o Rogério fez um belo gol. Um gol que decretou o início da vitória do Sport", disse.

Cuca também ressaltou que a partida serviu para dar mais minutos a atletas que vinham atuando pouco, além de promover a estreia de Lucas Lourenço, que veio da base e fez o primeiro jogo pelos profissionais do Santos, ao substituir Jean Mota, no segundo tempo do duelo contra os pernambucanos.

Agora, o treinador passa a pensar apenas na sua saúde. Ele precisará se afastar dos gramados para tratar de um problema cardíaco. "Estou apreensivo com o futuro como pessoa. Essa semana irá definir as coisas com o doutor. O melhor, agora, é pensar em mim mesmo", finalizou.

Tudo sobre: