EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

17 de Janeiro de 2020

Comitiva simula esquema de segurança para Bolsonaro assistir a clássico na Vila Belmiro

Dezenas de seguranças do presidente da República estiveram no estádio do Peixe na tarde desta terça-feira. Bolsonaro deve comparecer à partida entre Santos e São Paulo, na tarde de sábado (16)

A provável presença do presidente Jair Bolsonaro no clássico entre Santos e São Paulo, no sábado (16), às 17h, na Vila Belmiro, fez com que o estádio alvinegro vivesse uma operação de guerra na tarde desta quinta-feira (14).

Aguardado nesta sexta-feira (15) em Guarujá, onde pretende passar o feriado da Proclamação da República no Forte dos Andradas, Bolsonaro estaria disposto a assistir ao jogo válido pela 33ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Apesar de o Palácio do Planalto não confirmar oficialmente a presença de Bolsonaro na Vila Belmiro, na tarde desta quinta dezenas de seguranças da Presidência da República, apoiados por militares, policiais militares e pelo Corpo de Bombeiros, testaram o esquema de segurança para a chegada do presidente ao estádio.

Eles simularam o acesso da comitiva em alguns pontos do Urbano Caldeira, sendo que a possibilidade mais viável seria a entrada que dá acesso às cadeiras cativas do estádio, ao lado do Memorial das Conquistas.

Bolsonaro e os convidados da delegação presidencial assistiriam ao clássico paulista no camarote do presidente santista, José Carlos Peres.

Tanto os representantes do Santos quanto os integrantes da equipe da presidência que estiveram no estádio do Alvinegro ontem se recusaram a dar detalhes da suposta presença de Bolsonaro na Vila Belmiro e de como estavam os preparativos àquela altura.

Comitiva do presidente esteve na Vila Belmiro na tarde desta quinta-feira (14) (Foto: Vanessa Rodrigues/AT)
Tudo sobre: