EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

18 de Março de 2019

Ceará aguarda pagamento do Santos para liberar Felipe Jonatan

Segundo o presidente do Ceará, o Peixe ainda não depositou o dinheiro da multa rescisória do lateral-esquerdo

Já em São Paulo e aprovado nos exames médicos, o lateral-esquerdo Felipe Jonatan, de 21 anos, vive a expectativa de ser anunciado como jogador do Santos. O problema, segundo o presidente do Ceará, Robinson de Castro, é que o Peixe ainda não efetuou o pagamento da multa rescisória, no valor de R$ 6 milhões. 

Questionado por A Tribuna On-line no fim desta tarde, o mandatário do Vozão foi taxativo. “Pagamento zero. E sem pressa. O jogador só sai após o pagamento”, afirmou o dirigente. “É assim. Paga antes de ele se transferir”, acrescentou Castro. 

Com as tratativas entre os clubes finalizadas, Felipe Jonatan já se despediu, por meio das redes sociais, da equipe cearense. Com uma longa mensagem, o atleta se mostrou feliz por tudo que viveu no clube e, principalmente, por ter ajudado o time a permanecer na Série A do  Brasileiro. 

“O tempo passou tão rápido que nem imaginaria que cinco anos fossem na velocidade da luz! Saio do clube extremamente feliz por ter contribuído na permanência do clube na Série A. E tenho certeza que estou saindo pela porta da frente!”, escreveu ele.

Para tirá-lo do Ceará, o Santos se comprometeu a pagar o valor da multa rescisória à vista. Com o aval da diretoria cearense, o Peixe entrou em acordo com os representantes de Felipe Jonatan, que aceitou um vínculo de cinco anos. 

A contratação de um novo lateral-esquerdo é um pedido específico do técnico Jorge Sampaoli. Atualmente, o treinador argentino conta apenas com Orinho para o setor. Por isso, em algumas partidas tem improvisado Copete na posição. 

Enquanto a situação de Felipe Jonatan não se resolve, a cúpula alvinegra tenta a contratação do também lateral-esquerdo Jorge, que está emprestado ao Porto, mas pertence ao Monaco, da França.