Cartola do Huachipato desmente comunicado oficial do Santos sobre dívida de Soteldo

Segundo dirigente do clube chileno, não havia nenhuma negociação em andamento para quitar a pendência

A alegação do Santos, por meio de nota oficial divulgada na manhã desta quinta-feira (17), de que tinha negociações avançadas com o Huachipato, do Chile, para pagar a contratação do atacante Soteldo foi desmentida instantes depois por um dos representantes do clube chileno. 

Assine o Portal A Tribuna agora mesmo e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos

"Não havia negociações avançadas entre Santos e Huachipato, porque não existe nenhuma negociação em andamento", disse o cartola chileno, para ATribuna.com.br, sob anonimato.

Nesta quarta-feira (16), a Fifa proibiu o Peixe de registrar novos jogadores pelas três próximas janelas de transferências devido ao não pagamento do jogador venezuelano, comprado no início do ano passado, por US$ 3,4 milhões (R$ 18 milhões).

No seu comunicado, o Santos informou que foi "surpreendido" com a última sentença da Fifa e que trabalha para efetuar o pagamento ao Huachipato e ao Hamburgo, da Alemanha

Em março deste ano, a entidade que comanda o futebol mundial proibiu o Peixe de registrar contratações devido ao não pagamento do zagueiro Cléber Reis ao clube alemão, em pendência que se arrasta desde 2017.

A punição aplicada por conta da dívida com o Huachipato é a segunda imposta pela Fifa ao Santos. A soma das duas pendências representa uma dívida total de R$ 48 milhões. Ou seja, um novo jogador só poderá desembarcar na Vila Belmiro após o pagamento desses valores. 

Vale ressaltar que o Atlético Nacional, da Colômbia, também aguarda uma sentença da Fifa pelo não pagamento de duas parcelas da compra do zagueiro Felipe Aguilar, no valor de US$ 387 mil (pouco mais de R$ 2 milhões na cotação atual) cada.

Tudo sobre: